Rússia confirma morte de mais de 60 soldados em ataque ucraniano

O Governo russo confirmou hoje a morte de mais de 60 militares num ataque do Exército ucraniano com foguetes de artilharia de alta mobilidade (HIMARS) contra uma cidade da região de Donetsk.

Rússia confirma morte de mais de 60 soldados em ataque ucraniano

Rússia confirma morte de mais de 60 soldados em ataque ucraniano

O Governo russo confirmou hoje a morte de mais de 60 militares num ataque do Exército ucraniano com foguetes de artilharia de alta mobilidade (HIMARS) contra uma cidade da região de Donetsk.

O Ministério da Defesa da Rússia informou que 63 soldados foram mortos no ataque, que atingiu um ponto de implantação temporário na cidade de Makivka.

O Centro Conjunto de Controlo e Coordenação de Assuntos para os Crimes de Guerra da Ucrânia também confirmou que as Forças Armadas ucranianas realizaram vários ataques de artilharia contra a cidade de Donetsk.

Em setembro, Putin anunciou a anexação das regiões de Donetsk, Lugansk, Kherson e Zaporijia, todas parcialmente ocupadas como parte da invasão.

A ofensiva militar lançada a 24 de fevereiro pela Rússia na Ucrânia causou já a fuga de mais de 14 milhões de pessoas — 6,5 milhões de deslocados internos e mais de 7,8 milhões para países europeus -, de acordo com os mais recentes dados da ONU, que classifica esta crise de refugiados como a pior na Europa desde a Segunda Guerra Mundial (1939-1945).

Neste momento, 17,7 milhões de ucranianos precisam de ajuda humanitária e 9,3 milhões necessitam de ajuda alimentar e alojamento.

A invasão russa — justificada pelo Presidente russo, Vladimir Putin, com a necessidade de “desnazificar” e desmilitarizar a Ucrânia para segurança da Rússia – foi condenada pela generalidade da comunidade internacional, que tem respondido com envio de armamento para a Ucrânia e imposição à Rússia de sanções políticas e económicas.

A ONU apresentou como confirmados desde o início da guerra 6.884 civis mortos e 10.947 feridos, sublinhando que estes números estão muito aquém dos reais.

RJP // PDF

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS