Robô Perseverance da NASA aterra em Marte

Perseverance aterrou às 20h56 desta quinta-feira na superfície de Marte. O robô da NASA vai recolher amostras do solo e de outros elementos.

Robô Perseverance da NASA aterra em Marte

Perseverance aterrou às 20h56 desta quinta-feira na superfície de Marte. O robô da NASA vai recolher amostras do solo e de outros elementos.

O robô Perseverance, da missão da NASA, aterrou nesta quinta-feira, 18 de fevereiro, pelas 20h56 de Lisboa, na superfície de Marte, para recolher amostras do solo e de outros elementos.

Lançamento ocorreu em 30 de julho de 2020 e aterragem em 18 de fevereiro de 2021

A aterragem do Perseverance (Perseverança), missão não tripulada da Administração de Aeronáutica e Espaço (NASA), foi transmitida nas redes sociais Twitter e YouTube e também na página oficial da NASA, na Internet, desde as 19h15 em Lisboa.

As operações foram coordenadas a partir do Laboratório de Propulsão a Jato da NASA, em La Cañada Flintridge, na Califórnia (Estados Unidos da América).

Acompanhe a missão do robô Perseverance no mapa interativo

O sinal proveniente de Marte demorou pouco mais de dez minutos a chegar à Terra. Ou seja, quando a equipa responsável pela coordenação da aterragem do Perseverance recebeu a informação de que o robô tinha aterrado, o aparelho já estaria há vários minutos no solo.

A fase final do processo demorou cerca de sete minutos

Momento da aterragem aplaudido pela equipa operacional da NASA

 

A entrada na atmosfera de Marte ocorreu às 20h48 em Lisboa e foi o ponto sete de uma lista com mais de 35 requisitos imprescindíveis para que a aterragem, monitorizada ao segundo, ocorresse sem quaisquer problemas. A fase final do processo demorou cerca de sete minutos. O momento da aterragem foi aplaudido pela equipa que dirigiu as operações.

Veja o momento da aterragem

LEIA AGORA
ONU pede ao mundo para «fazer as pazes com a natureza» e garantir futuro do Planeta
ONU pede ao mundo para «fazer as pazes com a natureza» e garantir futuro do Planeta

A ONU apelou hoje ao mundo para “fazer as pazes com a natureza”, frisando que os humanos têm transformado a Terra num planeta cada vez mais inabitável devido à poluição, às alterações climáticas e à perda de biodiversidade. (… continue a ler aqui)

Impala Instagram


RELACIONADOS