Sirhan Sirhan está preso há 50 anos e pode não ser o assassino de Robert Kennedy

Uma publicação feita pelo filho da vítima, Robert Kennedy Jr, veio pôr em causa a justiça norte-americana.

Sirhan Sirhan está preso há 50 anos e pode não ser o assassino de Robert Kennedy

Sirhan Sirhan está preso há 50 anos e pode não ser o assassino de Robert Kennedy

Uma publicação feita pelo filho da vítima, Robert Kennedy Jr, veio pôr em causa a justiça norte-americana.

Sirhan Sirhan está preso há 50 anos e cumpre pena perpétua. Foi condenado pelo assassinato do antigo senador norte-americano Robert Kennedy, irmão do ex-presidente dos Estados Unidos John F. Kennedy, que morreu também assassinado. No entanto, uma publicação feita pelo filho da vítima, Robert Kennedy Jr, veio pôr em causa a justiça norte-americana.

LEIA DEPOIS

Abdica de indemnização de 7 mil euros se receber desculpas do juiz Carlos Alexandre

Filho de Robert Kennedy revela quem é o verdadeiro assassino do pai

O filho de Robert Kennedy escreve no Twitter que o verdadeiro culpado pela morte do pai pode ser um segurança do hotel, onde o corpo foi encontrado. As suspeitas recaem agora sobre Thane Eugene Cesar, que morreu no início deste mês nas Filipinas. Robert Kennedy Jr revela que existem provas «contundentes» contra o homem.

«Evidências convincentes sugerem que Thane Eugene Cesar matou o meu pai. A 5 de junho de 1968, Cesar, um dos seguranças do Ambassador Hotel, levou o pai em direção a Sirhan, que o esperava na cozinha do hotel após o discurso», escreve. No local, estavam 77 testemunhas que dizem ter visto Sirhan a disparar dois tiros contra Kennedy a uma distância de 3 a 6 metros. No entanto, a autópsia realizada ao corpo do antigo senador norte-americano revela que os tiros que o atingiram foram «disparados por trás». «Cesar estava atrás do meu pai, a agarrar-lhe o cotovelo direito e com uma arma apontada.» Após o crime, Thane vendeu a arma e mentiu à polícia alegando que se tinha desfeito da arma meses antes do assassinato.

«A polícia nunca investigou seriamente a morte de meu pai»

O filho de Robert Kennedy afirma ainda que Cesar era um fanático que odiava a sua família por defenderem os Direitos Civis dos negros. «A polícia nunca investigou seriamente o papel de Cesar na morte de meu pai», lamenta.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por Robert F. Kennedy Jr. (@robertfkennedyjr) a

LEIA MAIS

Neta de Kennedy encontrada morta aos 22 anos

Impala Instagram


RELACIONADOS