1. HOME >
  2. NOTICIAS >
  3. PORTUGAL E O MUNDO
Reincidentes em assaltos a gasolineiras começaram a ser julgados na Feira

Reincidentes em assaltos a gasolineiras começaram a ser julgados na Feira

O Tribunal da Feira começou hoje a julgar dois irmãos de 31 e 34 anos suspeitos de terem assaltado à mão armada quatro gasolineiras em 2017 e que já têm antecedentes por este tipo de ilícitos.

Os arguidos, atualmente presos em Viseu, a cumprir uma pena de mais de 15 anos, foram condenados recentemente em processos idênticos, por diversos assaltos a gasolineiras e cafés no distrito de Aveiro, não tendo ainda sido feito o cúmulo jurídico.

No início do julgamento, os dois irmãos confessaram os crimes, divergindo apenas quanto ao valor subtraído num dos roubos e negando ter agredido o funcionário de um dos estabelecimentos assaltados.

Afirmaram ainda que a arma utilizada nos roubos não tinha munições.

Os arguidos, que justificaram os assaltos com dificuldades económicas, mostraram arrependimento e pediram “uma oportunidade” ao tribunal.

Os factos agora em julgamento ocorreram entre janeiro e março de 2017 e dizem respeito a quatro assaltos a gasolineiras na Feira e em Oliveira de Azeméis, de onde foram levadas quantias em dinheiro das caixas registadoras, totalizando cerca de 1.700 euros.

Na mesma noite, os arguidos chegaram a assaltar dois postos de abastecimento de combustível em Louredo e Argoncilhe, no concelho da Feira, com uma diferença de 15 minutos.

De acordo com a acusação do Ministério Público, os arguidos deslocavam-se para os locais de assalto em viaturas furtadas.

O irmão mais novo conduzia a viatura, enquanto o mais velho entrava nos locais com a caçadeira em punho e concretizava os roubos. Para não serem reconhecidos, os arguidos usavam um gorro na cara e luvas nas mãos.

JYDN // LIL

By Impala News / Lusa

Siga a Impala no Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS

Reincidentes em assaltos a gasolineiras começaram a ser julgados na Feira

O Tribunal da Feira começou hoje a julgar dois irmãos de 31 e 34 anos suspeitos de terem assaltado à mão armada quatro gasolineiras em 2017 e que já têm antecedentes por este tipo de ilícitos.