Queima das Fitas do Porto: Barracas encerradas, vídeos de nudez e Rui Moreira abandona cortejo

A partilha de vídeos de alunos com «comportamento indevidos» na Queima das Fitas do Porto levou à intervenção da FAP. Também o protesto dos alunos levou o presidente Rui Moreira a abandonar o cortejo.

Queima das Fitas do Porto: Barracas encerradas, vídeos de nudez e Rui Moreira abandona cortejo

Queima das Fitas do Porto: Barracas encerradas, vídeos de nudez e Rui Moreira abandona cortejo

A partilha de vídeos de alunos com «comportamento indevidos» na Queima das Fitas do Porto levou à intervenção da FAP. Também o protesto dos alunos levou o presidente Rui Moreira a abandonar o cortejo.

Nos últimos dias têm circulado nas redes sociais vídeos de jovens com «comportamentos indevidos» na Queima das Fitas do Porto. As imagens mostram alunos alcoolizados, sem roupa e a simularem atos sexuais. Muitos destes comportamentos foram motivados pelas barracas do recinto que desafiavam os jovens a ter determinados comportamentos para terem bebidas grátis.

DEPOIS LEIA

Previsão do tempo para sexta-feira, 10 de maio

Os pontos de venda tinham cartazes como: «Se daqui queres sair, tens de me fazer vir». Esta barraca em questão foi, segundo avança o P3, encerrada.

Este tipo de ações levou à intervenção da Federação Académica do Porto (FAP) que enviou, aos responsáveis pelas barracas do recinto, uma nota interna onde pede para que as imagens dos alunos, gravadas nestes pontos de venda de bebidas alcoólicas, sejam retiradas da internet até às 20 horas desta quarta-feira, 9 de maio. «Todas as barraquinhas que não o fizerem serão devidamente sancionadas», lê-se. Sanções essas que passam pelo encerramento das barracas durante uma noite, a perda da caução entregue e da credencial do responsável de cada espaço.

A FAP alerta ainda para todos os comportamentos que «atentem contra a dignidade dos estudantes, seja em que termos forem» e «repugna todos os casos que possam violar a dignidade humana e que ponham em causa os Direitos Humanos».

Rui Moreira abandona cortejo da Queima das Fitas do Porto

No início da tarde de terça-feira, um grupo de estudantes finalistas que participou no cortejo dos estudantes do Ensino Superior da Queima das Fitas 2019 do Porto, que decorreu na Avenida dos Aliados, aproveitou o momento em que passava frente à tribuna ali instalada para ler um documento com críticas à falta de alojamento estudantil, a insegurança na zona do pólo universitário da Asprela e a indisponibilidade dos espaços culturais da cidade para acolher as atividades dos alunos.

O episódio levou o reitor da Universidade do Porto, António Sousa Pereira, e o presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, a abandonaram o local como forma de protesto, refere o Jornal de Notícias. O presidente da FAP, que também estava na tribuna afirma ter sido «totalmente surpreendido». «Fui apanhado de surpresa na tribuna», admitiu o presidente da FAP, João Pedro Videira, acrescentando que as «problemáticas» que foram levantadas pelo grupo de praxistas têm vindo a «ser trabalhadas pela FAP».

«Foi um triste episódio que tentaram protagonizar numa tarde que era da Academia do Porto e dos estudantes e não devemos valorizar», declarou à Lusa João Pedro Videira.

LEIA MAIS

Aluno agride professora e funcionária em escola em Guimarães

Apresentador da BBC despedido após partilhar foto racista sobre bebé real

 

Impala Instagram


RELACIONADOS