PSP aprende 219 aves protegidas em feira no Porto e detém dois homens

PSP aprende 219 aves protegidas em feira no Porto e detém dois homens

Mais de 200 aves protegidas, entre pintassilgos, pintarroxos e bicos de lacres, foram apreendidas na tradicional Feira dos Pássaros do Porto por uma operação da PSP.

Porto, 05 ago (Lusa) — Mais de 200 aves protegidas, entre pintassilgos, pintarroxos e bicos de lacres, foram hoje de manhã apreendidas na tradicional Feira dos Pássaros do Porto por uma operação da PSP, de onde resultaram ainda duas detenções.

Em declarações à Lusa, Rui Amaral, da Brigada de Proteção Ambiental da PSP do Porto, explicou que muitos vendedores não apareceram hoje na Feira dos Passarinhos devido ao calor, mas apesar das temperaturas altas, a operação policial resultou na apreensão de “210 pássaros” e na detenção de duas pessoas.

Durante a operação levada a cabo na zona das Fontainhas, Baixa do Porto, a PSP, com o apoio da Polícia Municipal do Porto de funcionários do Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), deteve duas pessoas que se encontravam a comercializar aves de espécies legalmente consideradas protegidas.

A operação policial para fiscalizar a comercialização ilegal de espécies de aves protegidas começou pelas 08:00 com as equipas policiais a concentraram-se em Vila Nova de Gaia e seguirem depois para as Fontainhas.

O objetivo depois da apreensão das aves é a “libertação” daqueles pássaros protegidos, diz Rui Amaral, referindo que as 210 aves apreendidas hoje na Feira dos Pássaros do Porto foram colocadas em liberdade a partir do Parque Biológico de Gaia, em Avintes.

“É a segunda operação deste género este ano no Porto”, disse Rui Amaral.

Em fevereiro deste ano, a PSP deteve três pessoas por venda ilegal de aves e apreendeu 115 aves entre pintassilgos, lugres, hibridos, pegas e estorninhos.

Os dois detidos hoje vão ser ouvidos pelas autoridades para conhecerem as medidas de coação.

A moldura penal para este tipo de crime pode ir até dois anos de prisão.

CCM // PMC

By Impala News / Lusa


RELACIONADOS