Proibido uso de material pirotécnico na passagem de ano em Cabo Delgado

A Polícia da República de Moçambique anunciou hoje a proibição do uso de material pirotécnico durante a transição de ano em Cabo Delgado, província que enfrenta uma insurgência armada há cinco anos.

Proibido uso de material pirotécnico na passagem de ano em Cabo Delgado

Proibido uso de material pirotécnico na passagem de ano em Cabo Delgado

A Polícia da República de Moçambique anunciou hoje a proibição do uso de material pirotécnico durante a transição de ano em Cabo Delgado, província que enfrenta uma insurgência armada há cinco anos.

“O uso e venda de objetos pirotécnicos está proibido”, declarou à comunicação social em Pemba Eugénia Nhamussua, do departamento de comunicação e imagem da Polícia da República de Moçambique (PRM) em Cabo Delgado, norte de Moçambique.

Segundo a fonte, a medida visa evitar incidentes, numa altura em que as forças governamentais continuam em operações para devolver a estabilidade em vários pontos face as incursões de grupos armados que aterrorizam as comunidades há cinco anos.

“Caso haja qualquer insistência para a compra ou tentativa do uso deste material, nós estaremos lá”, acrescentou Eugénia Nhamussua.

A província de Cabo Delgado enfrenta há cinco anos uma insurgência armada com alguns ataques reclamados pelo grupo extremista Estado Islâmico.

A insurgência levou a uma resposta militar desde julho de 2021 com apoio do Ruanda e da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC), libertando distritos junto aos projetos de gás, mas surgiram novas vagas de ataques a sul da região e na vizinha província de Nampula.

O conflito já fez um milhão de deslocados, de acordo com o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR), e cerca de 4.000 mortes, segundo o projeto de registo de conflitos ACLED.

RYCE/EYAC // PJA

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS