Professora fez sexo com menor na aula com outro aluno a assistir

Professora de escola secundária dos EUA envolveu-se com aluno e fez sexo com ele. Os atos sexuais com o adolescente de 13 anos ocorreu na sala de aula com outro aluno a assistir.

Vários documentos – e vídeos – a que a imprensa norte-americana teve acesso mostram Brittany Zamora a envolver-se sexualmente com um aluno numa sala de aula da Academia de Las Brisas, em Goodyear, no estado do Arizona, nos Estados Unidos da América. Num dos episódios em que se envolveram sexualmente, havia um outro menor a assistir. «Foi muito estranho vê-los fazer aquilo», contou à Polícia o rapaz, também de 13 anos. Terá ficado na sala para trabalhar com o amigo num trabalho de Ciência. Nessa ocasião, a professora pediu-lhe para «vigiar» enquanto fazia sexo com a vítima.

Professora tinha 27 anos e o aluno 13

Brittany Zamora tinha 27 anos e o aluno 13 quando o caso foi descoberto. O relacionamento começado antes do Natal de 2017 e terá durado aproximadamente três meses. A relação terá começado «com um pedido da professora para os alunos a contactarem através de uma aplicação escolar». As mensagens entre a professora e o aluno depressa se transformaram em flirt. A vítima disse à Polícia não se lembrar de quando começou o relacionamento ao certo, apenas que «terá sido pouco antes do Natal». O rapaz disse, também, que tocaram mutuamente nos órgãos genitais, «na aula», enquanto «outros alunos assistiam a um vídeo ou faziam trabalhos de grupo». Revelou, também, que usaram o «carro da professora» para vários atos sexuais.

Bilhetes de amor e pedido de perdão

Brittany e o aluno, cujo nome não foi divulgado, partilharam ainda fotos e mensagens de conteúdo sexual explícito, revela a Polícia. «O rapaz deixava bilhetes de amor e de paixão escritos à professora em post-it’s ou em folhas de caderno.» Daniel Zamora, marido da professora, pediu com os pais do aluno quando descobriu o caso. Pediu-lhes para ouvirem a mulher e para não apresentarem queixa. «Ela é boa pessoa e faz tudo para ajudar os alunos.» O pai do rapaz aconselhou Daniel a não se incriminar ao tentar proteger a mulher. «Ela tinha outro aluno de 13 anos a assistir àquela porcaria toda. Percebe? A infância dele está destruída!»

Pais pedem indemnização de mais de 2 milhões de euros

Os pais do adolescente mantiveram a intenção de não perdoarem a professora. Tanto Brittany  como o marido foram detidos de imediato, em março de 2018. Ele foi libertado entretanto, mas a professora mantém-se atrás das grades. Brittany Zamora declarou-se «inocente» das acusações de abuso sexual de criança e conduta imprópria. Em maio, deverá ser de novo ouvida em tribunal. Os pais do rapaz pedem uma indemnização de 2,2 milhões de euros a Brittany ao marido dela e à escola, pois o diretor desvalorizou o caso quando o aluno que presenciou o ato sexual na sala de aula lho comunicou.

LEIA MAIS

Violada desde os 7 anos por seis tios durante dez anos

Homem gay obrigado a vestir-se de mulher para casar com namorado

Reclusos fazem buraco para fugir da prisão de Castelo Branco

Siga a Impala no Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS