Professor acusado de abusar meninas em prisão preventiva

Docente utilizava perfis falsos de Facebook para convencer meninas a enviarem fotos nuas. O professor foi detido pela Polícia Judiciária de Vila Real.

Professor acusado de abusar meninas em prisão preventiva

Professor acusado de abusar meninas em prisão preventiva

Docente utilizava perfis falsos de Facebook para convencer meninas a enviarem fotos nuas. O professor foi detido pela Polícia Judiciária de Vila Real.

O professor de 40 anos é acusado de crimes de abuso sexual de crianças e pornografia de menores.
O docente utilizava, há pelo menos cinco anos, perfis de Facebook falsos para aliciar menores a enviar fotos e vídeos nuas. O docente de uma escola pública de ensino secundário em Vila Real, partilhava os conteúdos com outros pedófilos europeus, através de sites de internet. O professor fazia-se passar por um jovem de 16 anos e convencia as menores a enviarem vídeos em que estivessem sem roupa. Em alguns casos, pedia mesmo para simularem relações sexuais.

LEIA MAIS: Homem detido em Braga por abusar de jovem de 15 anos

A maioria das vítimas é natural de Vila Real e frequentam a escola, onde o professor dava aulas. No entanto, algumas delas também viviam noutros países da união europeia.

Os sites que o docente utilizava para partilhar o conteúdo com outros pedófilos já foram identificados pela polícia. A PJ apreendeu também o computador e telemóvel do professor, onde encontraram milhares de ficheiros de pedofilia.

LEIA MAIS: Presidente do Turismo do Porto e Norte fica em prisão preventiva

As vítimas com idades compreendidas entre os 10 e os 16 anos vão ser ouvidas pela Polícia Judiciária. Mas a investigação pode vir a ser dificultada, pois acredita-se que algumas das vítimas não fizeram queixa por medo ou vergonha. O professor ameaçava as menores, caso elas contassem alguém. Para já o número que queixas existente é reduzido.

O arguido foi ontem, dia 25 de outubro, presente a tribunal. O juíz decretou prisão preventiva e o professor encontra-se na cadeia de Vila Real a aguardar julgamento. Arrisca a uma pena superior a cinco anos de prisão.

Pedofilia em Portugal | Números

A Polícia Judiciária revelou que, nos primeiros seis meses do ano, cinco crianças foram vítimas de crimes sexuais diariamente. Foi registada também mais do que uma violação por cada 24 horas. Dos 1.518 casos relacionados com abuso e coação sexual, lenocínio, pornografia, prostituição ou violação, 885 envolveram crianças e adolescentes e a maior parte foi perpetrada por familiares ou alguém próximo, avança o Jornal de Notícias.

LEIA MAIS: 4 histórias reais de meninas forçadas a casamentos com homens mais velhos

Impala Instagram


RELACIONADOS