Prisão preventiva para dona de lar ilegal em Torres Novas acusada de profanação de cadáver

A proprietária de uma casa ilegal de acolhimento para idosos, em Torres Novas, detida na sexta-feira pelo Departamento de Investigação Criminal de Leiria, vai ficar em prisão preventiva.

Prisão preventiva para dona de lar ilegal em Torres Novas acusada de profanação de cadáver

Prisão preventiva para dona de lar ilegal em Torres Novas acusada de profanação de cadáver

A proprietária de uma casa ilegal de acolhimento para idosos, em Torres Novas, detida na sexta-feira pelo Departamento de Investigação Criminal de Leiria, vai ficar em prisão preventiva.

A proprietária de uma casa ilegal de acolhimento para idosos, em Torres Novas, detida na sexta-feira pelo Departamento de Investigação Criminal de Leiria, vai ficar em prisão preventiva.

A mulher, de 41 anos, é suspeita da prática de dois crimes de maus tratos agravados pelo resultado morte, um crime de profanação de cadáver e dois crimes de maus tratos, ocorridos na zona de Torres Novas, no distrito de Santarém, ao longo dos últimos meses, informa a Polícia Judiciária (PJ) de Leiria numa nota de imprensa.

Depois de ter sido detida na sexta-feira pela PJ de Leiria, a mulher foi hoje presente ao juiz de instrução criminal no Tribunal de Tomar, que lhe decretou a medida de coação de prisão preventiva, revelou à Lusa fonte policial.

Segundo a mesma nota da PJ, a arguida arrendou uma casa que adaptou para residência de acolhimento, onde recebeu quatro idosas, cobrando uma mensalidade fixa, comprometendo-se a prestar os cuidados devidos às mesmas.

“Na sequência dos maus tratos infligidos, duas das idosas vieram a falecer, sendo que o cadáver de uma delas foi ocultado por tempo ainda indeterminado, sem que a arguida comunicasse a morte ocorrida às autoridades competentes ou a familiares”, refere a PJ.

 

 

LEIA AGORA
«Não haverá regresso à normalidade tal e qual a vivíamos», avisa ministra da Saúde
«Não haverá regresso à normalidade tal e qual a vivíamos», avisa ministra da Saúde
«A doença não está ultrapassada», teremos de «manter o distanciamento social», «usar máscara social nos espaços fechados» e manter o mais possível a «higienização das mãos», pede Marta Temido. (… continue a ler aqui)

Impala Instagram


RELACIONADOS