Prisão preventiva para alegado homicida de casal em Amarante

O tribunal de Marco de Canaveses determinou hoje a prisão preventiva ao alegado homicida de um casal, no dia 28 de maio, na zona de S. Gens, no concelho de Amarante, disse à Lusa uma fonte judicial.

Prisão preventiva para alegado homicida de casal em Amarante

Prisão preventiva para alegado homicida de casal em Amarante

O tribunal de Marco de Canaveses determinou hoje a prisão preventiva ao alegado homicida de um casal, no dia 28 de maio, na zona de S. Gens, no concelho de Amarante, disse à Lusa uma fonte judicial.

O suspeito, empresário de Felgueiras, com 48 anos e sem antecedentes criminais, que esta quinta-feira, 6 de junho, foi ouvido pelo juiz de instrução, tinha sido capturado na quarta-feira, em Varziela, Felgueiras, pela Polícia Judiciária, pela prática de dois homicídios qualificados, em Amarante, após os quais se tinha posto em fuga.

«Os factos, surgidos na sequência de um comportamento persecutório que o arguido vinha mantendo para com a vítima do sexo feminino, sua ex-namorada, ocorreram ao início da tarde do dia 28 de maio em Amarante», de acordo com a versão da Polícia Judiciária (PJ).

O crime ocorreu no passado dia 28 de maio. Um casal foi baleado em plena via pública, junto a um café na localidade de S. Gens, Freixo de Cima, Amarante, e acabou por morrer. De acordo com o Correio da Manhã, uma das vítimas mortais, Joaquim Vaz, de 46 anos, é proprietário do café onde tudo aconteceu, junto à Estrada Nacional 15. Sabe-se que a vítima foi baleada na cabeça e acabou por morrer no local. A companheira, Sónia Leite, de 38 anos, alvejada no tórax, foi transportada para o Hospital de São João, no Porto, onde acabou por morrer. A mesma publicação avança que o casal terá sido alvejado quando estava a sair do interior de uma carrinha junto ao estabelecimento.

Ciúmes na origem do assassínio do casal baleado em Amarante

As autoridades acreditam estar perante um crime passional. O autor dos disparos não terá aceitado o fim da relação com Sónia Leite, há mais de um ano, o que acabou por ditar o crime. O homicida, após atingir as vítimas, fugiu de carro e era procurado pelas autoridades até ser capturado esta quarta-feira.

LEIA MAIS

Mulher que acusa Neymar conta a sua versão: «O meu intuito era ter uma relação sexual com ele»

Homem baleado dentro de comboio em Sintra

Impala Instagram


RELACIONADOS