De mulher de bastidores a primeira dama do Brasil. Conheça Michelle Bolsonaro

De mulher de bastidores a primeira dama do Brasil. Conheça Michelle Bolsonaro

Tem 36 anos, passou despercebida ao longo da campanha polémica do marido e agora prepara-se para ser a primeira dama do Brasil: Michelle Bolsonaro.

Michelle Bolsonaro é a mulher por detrás de Jair Bolsonaro. Tem 36 anos, casou com Jair Bolsonaro, 27 anos mais velho, sabe língua gestual porque tem um tio surdo e já se vestiu de palhaço numa ação de voluntariado. Reverteu a vasectomia do marido para ser mãe, viu o salário triplicado, mas foi despedida para evitar o nepotismo e passou a dedicar-se a ações socias.

LEIA MAIS: Jair Bolsonaro eleito Presidente: «Vamos mudar o destino do Brasil»

Michelle é a antítese do marido. Mulher informal e mãe de família, a nova primeira dama do Brasil sempre pautou pela discrição ao longo da campanha eleitoral. Não possui redes sociais, recusou sempre dar qualquer entrevista, durante este período, e apenas apareceu publicamente este domingo ao lado do marido para ir votar, no discurso oficial da vitória e nos vídeos que ia partilhando nas redes sociais.

O Brasil fica a conhecer o novo presidente e a nova primeira dama.

Michelle Bolsonaro apesar de passar despercebida, sempre foi um dos maiores apoios do marido. “Se ele quer, vou apoiá-lo. Agora tá nas mãos de Deus. Estou bem confiante, e o que Deus tiver para nós vai ser uma bênção”, afirmou em entrevista ao Jornal Nacional, na última semana de campanha. “A minha esposa, Michelle, pessoa que nos momentos de alegria e de tristeza sempre esteve ao meu lado”, afirmou Jair Bolsonaro numa entrevista.

Michelle Bolsonaro – De Ceilândia para o Brasil inteiro

Michelle de Paula Firmo Reinaldo Bolsonaro nasceu em 1980, em Ceilândia, uma cidade a 26 quilómetros de Brasília. A primeira dama tem ligações a Portugal através do pai, um motorista de autocarros chamado Paulo Reinaldo, mais conhecido por Paulo Negão. Jair Bolsonaro chegou a falar dele para se defender das acusações de racismo. “O meu sogro mora aqui em Ceilândia, é conhecido como Paulo Negão. Dele posso dizer que não gosto muito, com todo o respeito. Brincadeira! Ele é um amigo! E sou apaixonado pela filha dele”, disse num discurso.

À semelhança de Michelle, também nenhum familiar se mostrou disposto a falar. “Já foi conversado e não temos autorização para falar sobre esse tipo de assunto”, disse uma prima ao Metrópoles.

LEIA MAIS: Presidente do Leicester morreu na queda do helicóptero

Jair e Michelle Bolsonaro conheceram-se no Congresso Nacional do Partido Socialista Brasileiro, em 2007. Na altura, Michelle trabalhava como secretária parlamentar do PSB. “Tudo começou quando nos vimos pela primeira vez, no gabinete do Jair. Não demorou muito para termos a certeza de que queríamos dividir uma vida a dois”, disse a própria numa entrevista.

Depois de se conhecerem, Michelle aceitou trabalhar com o candidato de extrema direita. Nesse período, o salário dela triplicou, até ser demitida, quando o Supremo Tribunal Federal alertou que a Constituição proibia o favoritismo na administração pública.

Casaram em 2008 no civil e em 2013 pela igreja. Era o terceiro casamento de Jair, 27 anos mais velho. Já tinha quatro filhos, fruto de dois casamentos anteriores, quando conheceu Michelle. Do primeiro casamento, tinha Flávio, Carlos e Eduardo. Da segunda união, tinha Renan. A atual mulher também já era mãe de Letícia Aguiar, hoje com 16 anos.

Pouco tempo depois do casamento, Jair Bolsonaro, que tinha feito uma vasectomia, reverteu a operação no Hospital Central do Exército para poder ter filhos com Michelle. Em 2011 nasceu a primeira filha em comum, Laura.

LEIA MAIS: Ex-primeira dama está em morte cerebral: Órgãos serão doados

Michelle Bolsonaro é envagélica e frequenta a Igreja Batista Atitude, onde participa em vários trabalhos comunitários, principalmente relacionados com surdos e mudos. Sabe comunicar em língua gestual, que aprendeu com um tio surdo. Influenciado por esta realidade, Jair Bolsonaro apareceu sempre acompanhado por uma tradutora de língua gestual.

Michelle chegou a frequentar o curso de Farmácia na Universidade Estácio de Sá. Em 2003, com 23 anos, esteve na Bahia a fazer voluntariado junto das comunidades mais pobres. Mais tarde, assumiu o papel de palhaço para animar crianças internadas

Michelle Bolsonaro numa ação de voluntariado

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A primeira aparição pública de Michelle Bolsonaro aconteceu a 26 de setembro. No dia nacional do surdo, Jair Bolsonaro partilhou na sua página um vídeo onde Michelle aparece a comunicar em língua gestual.

(26/09/2018)#DiadoSurdo A Michelle é minha esposa, sempre se dedicou a aprender com os deficientes auditivos membros de sua igreja.Neste vídeo, ela se apresenta, parabeniza os surdos pela data, diz que ainda está no hospital conosco, agradece o carinho e orações e diz que continuará lutando pela comunidade surda. Obrigado a todos pela consideração! 👍🏻🌷

Publiée par Jair Messias Bolsonaro sur Jeudi 27 septembre 2018

Este domingo, Michelle apareceu publicamente a beijar o marido na mesa de voto. Antes só tinha aparecido à porta do hospital quando ia visitar Jair Bolsonaro, na sequência da facada em Minas Gerais.

Enquanto primeira dama, Michelle tenciona fazer “todos os trabalhos sociais possíveis”.

LEIA MAIS: Passaporte português é plano de fuga para brasileiros após eleições

Siga a Impala no Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS