Portugueses passam metade das suas vidas online

Estudo recente mostra que os portugueses passam metade das suas vidas na internet.

Portugueses passam metade das suas vidas online

Portugueses passam metade das suas vidas online

Estudo recente mostra que os portugueses passam metade das suas vidas na internet.

Um novo estudo da NordVPN, a principal fornecedora de serviços de rede privada virtual, revelou que os portugueses passam 30 anos, 3 meses e 14 dias das suas vidas online. Comparado com a esperança média de vida, que em Portugal é de 81 anos, é mais de um terço das suas vidas.

Durante uma semana típica, os portugueses passam um pouco mais de 63 horas na internet, que é o equivalente a quase três dias. Isto representa 136 dias por ano, ou mais de 30 anos de uma vida. Dessas 63 horas semanais, mais de 23 horas são gastas a trabalhar, enquanto as restantes quase 40 horas são passadas em várias atividades online.

O horário médio a que os portugueses começam a navegar na internet todos os dias é às 9h28 – e desligam-se, em média às 22h14.

Maior quantidade de tempo passado em streaming de TV

A maior parte do tempo dos portugueses por semana – 8 horas e 28 minutos – é gasta a navegar nas redes sociais como o Facebook, Instagram e Tik Tok. Apenas algumas horas a menos – 5 horas e 44 minutos – são gastas em streaming de programas de TV e filmes, em plataformas como a Netflix, HBO e Disney+.

Outras 5 horas e 33 minutos por semana são dedicadas a ver vídeos, por exemplo no YouTube, enquanto 4 horas e 51 minutos são gastas a ouvir música no Spotify, Apple Music, SoundCloud e outras plataformas semelhantes.

De resto, 3 horas e 30 minutos/semana são dedicadas a pesquisas; 2 horas e 49 minutos à gestão do dia a dia, como assuntos bancários online; enquanto as outras 2 horas e 20 minutos são gastas em videochamadas, por exemplo no Zoom. “A maioria de nós procura facilitar e enriquecer o seu dia a dia com várias plataformas e serviços online; no entanto, quase ninguém pensa na sua segurança online e na privacidade dos dados fornecidos às apps e sites.

Longas horas passadas na internet apenas alertam para o maior risco de sermos outra vítima de cibercriminosos. As atuais circunstâncias globais tornam os hackers ainda mais ativos,” comenta Daniel Markuson, especialista em privacidade digital da NordVPN.

Portugueses estão ativamente a dar as suas informações pessoais

A pesquisa mostra que a maioria (72%) dos portugueses depende da internet diariamente e que 28% depende da internet para a maioria dos seus hobbies, e tal dependência força-os a partilhar muitas das suas informações privadas.

Entre os detalhes mais divulgados publicamente estão a data de nascimento (87%), nomes e apelidos (81%), morada completa (76%), estado civil (65%), profissão (62%), bem como os seus “gostos” e “não gostos” (likes e dislikes – 37%) e tamanho da roupa (27%).  Adicionalmente, cada quinto dos portugueses divulgou publicamente os seus dados bancários (22%) e número de identificação fiscal (21%).

Após serem questionados sobre do que abdicariam para que as suas informações pessoais fossem apagadas permanentemente da internet, os portugueses indicaram fumar marijuana (31%), jogar videojogos (30%) ou beber álcool (24%). “Atualmente, a maioria das nossas vidas pode acontecer online, desde fazer pagamentos até usufruir de entretenimento com programas de televisão e jogos. E é por isso que devemos prestar uma atenção especial às ameaças cibernéticas online.

Mensagens personalizadas a criar um sentido de urgência, um remetente suspeito ou desconhecido, linguagem pobre, anexos e links incertos – estes são os primeiros sinais de um esquema ao qual se deve estar atento. Apenas abra anexos de pessoas em quem confia e, se houver alguma dúvida, não hesite em discutir o caso com os seus colegas e amigos,” alerta Daniel Markuson, especialista em privacidade digital da NordVPN.

Tempo gasto online durante uma semana típica:

Compras online – 1 hora e 41 minutos

Streaming de programas de TV/filmes – 5 horas e 44 minutos

Redes sociais – 8 horas e 28 minutos

Ouvir música – 4 horas e 51 minutos

Ver vídeos – 5 horas e 33 minutos

Gestão do dia a dia – 2 horas e 49 minutos

Pesquisas – 3 horas e 30 minutos

Videochamadas – 2 horas e 20 minutos

Jogos – 1 hora e 37 minutos

Assistir a aulas/tutoriais – 1 hora e 39 minutos

Pesquisar receitas – 1 hora e 30 minutos

Trabalhar – 23 horas e 20 minutos

= 63 horas e 04 minutos

Impala Instagram


RELACIONADOS