Polícia angolana prende cidadã brasileira no aeroporto de Luanda com 4,3 kg de cocaína

A Polícia Nacional de Angola anunciou a detenção de uma cidadã brasileira que transportava 4,355 quilogramas de cocaína na bagagem quando desembarcava em Luanda de um voo proveniente de São Paulo.

Polícia angolana prende cidadã brasileira no aeroporto de Luanda com 4,3 kg de cocaína

Polícia angolana prende cidadã brasileira no aeroporto de Luanda com 4,3 kg de cocaína

A Polícia Nacional de Angola anunciou a detenção de uma cidadã brasileira que transportava 4,355 quilogramas de cocaína na bagagem quando desembarcava em Luanda de um voo proveniente de São Paulo.

Num comunicado divulgado no Facebook, o comandante nacional do Comando da Unidade Aeroportuária (CUA), subcomissário Manuel da Silva Barreiro, a cidadã brasileira foi detida por “indício do crime de tráfico de drogas, do tipo cocaína”, uma vez que transportava a droga numa mala.

Segundo o documento, Manuel da Silva Barreiro garantiu que as forças da ordem estão em “prontidão no momento do desembarque de passageiros”, com o objetivo de “redobrar e assegurar a proteção estratégica do aeroporto”, bem como “combater as infrações tributárias e transgressões cambiais”.

Trata-se da terceira vez este ano que a polícia anuncia a detenção de mulheres no aeroporto de Luanda por tráfico de droga.

A 31 de janeiro passado, a polícia anunciou ter detido no aeroporto de Luanda duas mulheres, uma angolana e outra sul-africana, também provenientes ambas do Brasil, tendo uma delas em seu poder quase três quilogramas de cocaína.

No comunicado então divulgado, o Gabinete de Comunicação Institucional e Imprensa da Polícia Nacional de Angola, que não indica a data das detenções, adianta que a cidadã angolana, Patrícia Vicente Lambo, 46 anos, confessou aos Serviços de Investigação Criminal (SIC) do Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, em Luanda, ter ingerido várias cápsulas de cocaína, sem, porém, adiantar a quantidade.

Por outro lado, foi, igualmente, detida uma cidadã sul-africana de 37 anos, “flagrada com uma mala de 20 raquetes (mata mosquitos) e 19 carregadores de ‘vídeo game’ contendo, no interior, droga (cocaína) com um peso aproximado a 2,920 kg”.

Em ambos os casos, prossegue a polícia, as duas mulheres desembarcaram de voos feitos pela TAAG, que não são adiantados, mas que a agência Lusa apurou tratar-se de aparelhos que partiram do aeroporto de Guarulhos, em São Paulo (Brasil) – voos TAAG DT 748 e DT 750.

“A Polícia Nacional não abdicará da sua missão de manutenção da ordem e tranquilidade públicas, pelo que alerta a população a estar vigilante e a denunciar os malfeitores, a fim de serem levados aos tribunais”, termina o documento.

JSD // JH

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS