PGR angolana investiga 27 crimes de branqueamento de capitais na província da Lunda Sul

PGR angolana investiga 27 crimes de branqueamento de capitais na província da Lunda Sul

A Procuradoria-Geral da República (PGR) da província angolana da Lunda Sul está a investigar 27 casos de branqueamento de capitais e conexos envolvendo várias individualidades, inclusive titulares de cargos públicos, que podem ser encaminhados brevemente ao Tribunal Provincial.

Segundo noticia hoje a agência noticiosa angolana Angop, a informação foi avançada na quarta-feira, em Saurimo, pelo sub-procurador-geral local, José Umba, que precisou que, dos 27 processos, oito são de peculato e corrupção passiva ocorridos nos setores da Educação, Saúde, Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria, Banca (Banco de Poupança e Crédito – BPC), bem como na Justiça e Direitos Humanos.

Sem avançar nomes, José Umba assegurou que os processos estão na fase de instrução preparatória junto do Serviço de Investigação Criminal (SIC) da Lunda Sul, uma das principais províncias angolanas onde há diamantes e outros minérios valiosos.

O magistrado do Ministério Público aventou a possibilidade de um aumento do número de casos de crimes de corrupção e conexos, em função das denúncias dos cidadãos que vão surgindo.

José Umba reiterou que a corrupção e o branqueamento de capitais têm sido um “grande entrave” para o desenvolvimento socioeconómico do país, pelo que reafirmou o empenho no combate “cerrado” aos crimes financeiros.

JSD // ZO

By Impala News / Lusa


RELACIONADOS

PGR angolana investiga 27 crimes de branqueamento de capitais na província da Lunda Sul

A Procuradoria-Geral da República (PGR) da província angolana da Lunda Sul está a investigar 27 casos de branqueamento de capitais e conexos envolvendo várias individualidades, inclusive titulares de cargos públicos, que podem ser encaminhados brevemente ao Tribunal Provincial.