Pequim acusa polícia dos EUA de invasão indevida de consulado chinês em Houston

O Governo chinês acusou hoje a polícia norte-americana de ter entrado indevidamente no seu consulado em Houston, Texas, que recebeu ordem de encerramento no meio de um conflito diplomático.

Pequim acusa polícia dos EUA de invasão indevida de consulado chinês em Houston

Pequim acusa polícia dos EUA de invasão indevida de consulado chinês em Houston

O Governo chinês acusou hoje a polícia norte-americana de ter entrado indevidamente no seu consulado em Houston, Texas, que recebeu ordem de encerramento no meio de um conflito diplomático.

Na quarta-feira, a China anunciou que fora forçada pelos Estados Unidos a encerrar o seu consulado em Houston, numa medida descrita por Pequim como uma “provocação” e justificada por Washington como uma “medida preventiva” contra roubos de propriedade intelectual.

Na sexta-feira, a China ordenou hoje o encerramento do consulado dos Estados Unidos em Chengdu, em retaliação, alegando que a decisão constitui “uma resposta legítima e necessária às medidas irracionais dos Estados Unidos”.

Hoje, o Ministério dos Negócios Estrangeiros chinês acusou as autoridades norte-americanas de terem entrado indevidamente nas instalações do consulado de Houston, no momento em que foi decretada a ordem do seu encerramento.

“Quanto à entrada forçada pelos EUA nas instalações do Consulado Geral da China em Houston, a China expressa forte insatisfação e oposição resoluta”, lê-se num comunicado da diplomacia chinesa.

“A China dará uma resposta adequada e necessária a isto”, acrescenta o mesmo comunicado.

A declaração explica que o consulado de Houston era propriedade chinesa e que, sob tratados diplomáticos, as autoridades americanas não tinham o direito de ali entrar.

Estes episódios acontecem num momento de escalada de tensões entre os EUA e a China, envolvendo uma guerra comercial e acusações mútuas de má gestão política da pandemia de covid-19, levando o Presidente norte-americano, Donald Trump, a ter declarado, em junho, que admitia a possibilidade de cortar todas as relações diplomáticas com Pequim.

RJP (JPI) // MSP

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS