Pena máxima para homem que matou a mulher e as 2 filhas [vídeo]

Sogros pediram para que não fosse condenado à morte.

Um homem que matou a mulher e as duas filhas foi condenado a prisão perpétua, a pena máxima, excluindo a pena de morte. Os sogros pediram para que não fosse condenado à morte. O caso chocante teve repercussão internacional. Chris Watts assassinou as duas filhas e a mulher, grávida de 15 semanas. Antes de ser considerado suspeito do crime, deu várias entrevistas onde se mostrou destroçado pelas mortes e pedindo ajuda para encontrar o alegado responsável.

LEIA MAIS: Atleta paralímpico obrigado a arrastar-se no chão de aeroporto [vídeo]

Milhares de pessoas mostraram-se sensibilizadas pela perda de toda a sua família. Chris aceitou abraços e atenção de toda a comunidade onde residia. Sabe-se, agora, que as duas meninas já estariam mortas antes de a mãe chegar de uma viagem de trabalho. Esta tese deitou por terra a primeira versão do acusado. O detido dizia ter matado a mulher por esta ter assassinado as filhas.

Chris Watts conheceu a sentença de pena máxima no dia 19

Chris acabou por confessar o crime, num julgamento onde os familiares das vítimas choraram constantemente. Recorde-se que os corpos das meninas foram encontrados, na propriedade da Anadarko Petroleum – uma das maiores empresas petrolíferas do Colorado, Estados Unidos da América –, onde Watts trabalhava esporadicamente. Os corpos das meninas estavam dentro de um tanque de óleo. O corpo da mãe encontrava-se enterrado a pouca profundidade, no jardim da casa onde a família morava. Chris Watts enfrentava a pena de morte, mas a pedido dos pais de Shannan, foi condenado a prisão perpétua. «Ele tomou a decisão de tirar a vida das minhas meninas. Não quero fazer o mesmo, até porque acredito que sofrerá muito mais ao pensar todos os dias no que fez e no que perdeu», explicou Sandra.

LEIA MAIS: Pai faz próteses com latas de sardinha para ver filha a andar [vídeo e fotos]

A senhora recordou ainda as netas, Celeste, de 4 anos, e Bella, de 3. Eram «a luz das nossas vidas e não sabemos se algum dia conseguiremos recuperar de todo este trauma e sofrimento». «Como pode um pai matar as suas próprias filhas?» Segundo Chris Watts, na origem do crime esteve «a reação agressiva» da mulher. Tudo porque o marido «queria o divórcio», pois mantinha uma relação extraconjugal com uma colega de trabalho. Chris Watts conheceu a sentença no passado dia 19 de novembro.

LEIA MAIS: Casal estrela do Instagram encontrado morto em casa

Siga a Impala no Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS