Pelo menos 24 mortos e 49 feridos em explosão no México

Pelo menos 24 mortos e 49 feridos em explosão no México

Pelo menos 24 pessoas morreram e 49 ficaram feridas, incluindo bombeiros e polícias, em explosões ocorridas na quinta-feira em oficinas de pirotecnia, em Tultepec, no norte do México, segundo um novo balanço das autoridades.

Pelo menos 24 pessoas morreram e 49 ficaram feridas, incluindo bombeiros e polícias, em explosões ocorridas na quinta-feira em oficinas de pirotecnia, em Tultepec, no norte do México, segundo um novo balanço das autoridades.

“Temos 24 mortos, 17 no local e sete nos hospitais”, indicou, em comunicado, o Ministério Público local, acrescentando que 49 feridos foram transportados para diferentes centros hospitalares.

Entre os mortos contam-se quatro bombeiros e cinco polícias, anunciou a ministra da Segurança Pública do Estado, Maribel Cervantes.

Um balanço anterior, divulgado pelas autoridades locais, referia 17 mortos e 31 feridos.

O Presidente mexicano cessante, Enrique Pena Nieto, apresentou as condolências às famílias das vítimas, através da rede de mensagens Twitter, e o ministro do Interior mexicano, Alejandro Ozuna, afirmou que as licenças das oficinas iam ser alvo de um “controlo exaustivo”.

Tultepec, conhecida pelas oficinas de pirotecnia e pelo maior mercado de fogo de artíficio do país, já registou vários acidentes semelhantes.

Em dezembro de 2016, mais de 42 pessoas morreram e 70 ficaram feridas num acidente idêntico na localidade, situada a cerca de 30 quilómetros a norte da Cidade do México.

Mais recentemente, a 06 de junho, uma explosão, também ocorrida em Tultepec, matou sete pessoas e feriu oito.

LEIA MAIS: Dezasseis arguidos confirmados dos incêndios de Pedrógão Grande

 

Siga a Impala no Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS

Pelo menos 24 mortos e 49 feridos em explosão no México

Pelo menos 24 pessoas morreram e 49 ficaram feridas, incluindo bombeiros e polícias, em explosões ocorridas na quinta-feira em oficinas de pirotecnia, em Tultepec, no norte do México, segundo um novo balanço das autoridades.