Pedro Sánchez pede que caminho de adesão da Sérvia à UE seja acelerado

O primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, apoiou hoje as aspirações da Sérvia e de outros países dos Balcãs Ocidentais de aderir à União Europeia e apelou para a aceleração das reformas para que tal aconteça.  

Pedro Sánchez pede que caminho de adesão da Sérvia à UE seja acelerado

Pedro Sánchez pede que caminho de adesão da Sérvia à UE seja acelerado

O primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, apoiou hoje as aspirações da Sérvia e de outros países dos Balcãs Ocidentais de aderir à União Europeia e apelou para a aceleração das reformas para que tal aconteça.  

“Agora é a altura”, referiu Pedro Sánchez.

Sánchez fez o apelo numa declaração institucional a lado do Presidente da Sérvia, Aleksandar Vucic, após a reunião que ambos tiveram em Belgrado, que se tornou a primeira visita oficial ao país de um primeiro-ministro espanhol.

Belgrado foi a primeira paragem na viagem de Sánchez pelos Balcãs, que o levará também, em quatro dias, à Bósnia-Herzegovina, Macedónia do Norte, Montenegro e Albânia.

A guerra na Ucrânia, as relações bilaterais e o percurso de todos estes países para se tornarem membros da União Europeia (EU) estarão na agenda.

Pedro Sánchez falou sobre a guerra na Ucrânia com o Presidente da Sérvia, país que não apoia as sanções da UE contra a Rússia.

Vucic disse que explicou a posição da Sérvia a Sánchez e que partilha com ele que seria melhor que o conflito terminasse o mais rapidamente possível.

Para o chefe do Governo espanhol, a guerra na Ucrânia abriu uma reflexão sobre o que é a Europa e quem são os europeus, e levou a UE a reabrir o debate sobre o seu alargamento.

“Devemos continuar a apoiar os processos de adesão, porque vocês fazem parte da Europa, alimentam uma aspiração inexorável de fazer parte da nossa comunidade e de partilhar a nossa prosperidade e o nosso futuro (…) Encontrarão sempre em Espanha um aliado para poderem integrar-se na UE”, sublinhou Sánchez, dirigindo-se ao Presidente sérvio.

O primeiro-ministro espanhol acrescentou: “Creio que agora é o momento, agora é o momento de acelerar as reformas e de assumir um compromisso definitivo com a UE e com o que esta representa”.

Na opinião de Pedro Sánchez, foi dado um passo substancial para a adesão à UE dos países dos Balcãs, com o levantamento do veto da Bulgária para continuar as negociações com a Macedónia do Norte e a Albânia.

“Se os países dos Balcãs, como a Sérvia está a fazer, continuarem a realizar as suas reformas com determinação, não tenham dúvidas de que a Espanha estará sempre ao vosso lado”, reiterou o governante espanhol.

Vucic salientou que considera a Espanha “um amigo sincero ” e agradeceu pelo apoio continuado no caminho para a adesão à UE (a Sérvia obteve o estatuto de país candidato em 2012) e pela sua posição nas negociações entre Belgrado e Pristina.

Sánchez acentuou que a Espanha apoia a Sérvia em tudo o que diz respeito ao Kosovo, ao mesmo tempo que apela para o diálogo entre as partes para resolver as divergências.

A Espanha é, juntamente com a Grécia, Eslováquia, Roménia e Chipre, um dos cinco países da UE que não reconhecem a independência do Kosovo.

AYR // RBF

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS