Pedófilo português condenado em Inglaterra

Rúben Tavares, de 37 anos, foi condenado a 22 anos de prisão por abusos sexuais contra menores. Crimes decorreram ao longo de 13 anos, tanto em Portugal como em Inglaterra.

Pedófilo português condenado em Inglaterra

Pedófilo português condenado em Inglaterra

Rúben Tavares, de 37 anos, foi condenado a 22 anos de prisão por abusos sexuais contra menores. Crimes decorreram ao longo de 13 anos, tanto em Portugal como em Inglaterra.

Rúben Tavares, de 37 anos, abusou sexualmente de várias crianças ao longos de treze anos, tanto em Portugal como em Inglaterra. O pedófilo acabou por ser descoberto após um mandado de busca à sua residência.

Foi nessa ocasião que as autoridades encontraram fotografias explícitas de várias crianças a serem violadas, entre elas um uma menina de apenas cinco anos. Em tribunal, disse ainda que obrigava as vítimas a posarem para as fotos para, mais tarde, ele poder “brincar“.

Tal como dá conta o Hull Daily Mail, Rúben forçava as crianças a terem atividades sexuais consigo, mas também entre elas. Para além disso, era costume obrigá-los a ver pornografia.

Como explica David Gordon, do Ministério Público, tudo começou ainda em Portugal. Anos antes de se mudar para Hull – em 2015 -, o predador sexual começou por abusar de duas crianças: um rapaz e uma rapariga. Para além de os “encorajar” a trocarem beijos e carícias, tentou também molestar o menino.

As crianças pediam-lhe que parasse, mas o agressor nunca acedeu aos suplícios. Tal como descreve Gordon, enquanto Rúben abusava da rapariga, o rapaz estava presente e “era obrigado a masturbar-se em simultâneo”.

“As crianças ponderaram contar a alguém, mas tinham medo de que não fossem levados a sério, que pensassem que estavam a mentir“, disse ainda.

O pai de uma das vítimas não esconde a dor, a revolta e também o sentimento de culpa por não ter percebido. “A minha vida foi destruída. Desde que esta ‘bomba’ explodiu que não consigo dormir”.

“Não posso escapar à culpa por não ter percebido. Tenho muito medo que ele seja mandado de volta para Portugal, onde irá cumprir muito pouco tempo. Ele é um homem muito, muito perigoso“, prosseguiu.

Foram recolhidas mais de duas mil fotografias oriundas de um telemóvel Samsung e de um disco rígido de conteúdo sexual envolvendo menores de idade. Em várias delas, é possível confirmar as violações de que é acusado.

O juiz David Tremberg condenou Rúben Tavares a 22 anos de prisão, cinco anos e meio por cada vítima. Quando cumprir metade da pena, poderá apelar para ser libertado.

LEIA AINDA
Reformado instala câmaras secretas para espiar três mulheres no banho
Reformado instala câmaras secretas para espiar três mulheres no banho
David McDonnell, de 73 anos, colocou micro câmaras nos alarmes de incêndio dos quartos das mulheres. Autoridades encontraram televisão a exibir em direto imagens das vítimas. (… continue a ler aqui)

Impala Instagram


RELACIONADOS