Partilha imagens do funeral da mulher e da filha bebé e pede justiça

Família foi destruída por um condutor embriagado que fugiu do local.

Para chamar a atenção e pedir justiça, este homem toma uma decisão aparentemente incompreensível. Partilha imagens do funeral da mulher e da filha bebé, que morreram num acidente provocado por um bêbedo. A família foi destruída por um condutor embriagado que fugiu do local do acidente. «Publiquei estas fotografias para que todos vissem o pesadelo que estou a sofrer e o que viverão os meus filhos que ficarão sem mãe o resto da vida», justifica Zach Kincaid quando questionado sobre a sua decisão.

LEIA MAIS: Engoliu uma colher numa aposta e quase perdeu a vida

As fotografais geraram polémica. Em algumas das imagens podem ver-se vários membros da família com a bebé morta no colo. «O meu objetivo foi mesmo chocar. E consegui. Não me arrependo. A pessoa que fez isto pode ser condenada a apenas 10 anos de prisão. Não aceito. Para além de querer justiça, quis alertar o mundo para os crimes cometidos na estrada. Sim, são criminosos os condutores que conduzem bêbados e em excesso de velocidade», sublinha.

Partilha imagens para protestar. Responsável pelas mortes está em liberdade

Krystil Kincaid perdeu a vida quando estava grávida de oito meses. Após a colisão frontal, a jovem foi levada com vida para o hospital, onde foi feita uma cesariana de emergência. Zach Kincaid estava a 300 quilómetros de casa quando recebeu uma chamada, dando conta do acidente. Contudo, foi-lhe dito que mãe e filha estavam vivas. Tentou apanhar um avião, mas só conseguiu voo na manhã seguinte. Durante a madrugada, foi informado de que a filha tinha morrido e de que a mulher estava em morte cerebral.

LEIA MAIS: Menina autista confunde noiva com Cinderela [vídeo]

Marcos Forestal, de 28 anos, chocou frontalmente a 140 quilómetros por hora, numa avenida em que seguia em sentido contrário. O condutor não tentou travar e, depois do embate, fugiu do local sem prestar ajudar às vítimas. Encontra-se em liberdade até ao julgamento, mas as autoridades policiais consideraram que não teve intenção de matar. Por isso, será julgado por homicídio involuntário, cuja moldura penal prevê pena máxima de 10 anos. «O meus três filhos e a minha enteada ficaram sem mãe e é este o castigo? Não pararei de lutar até que a justiça seja feita e que esse homem seja acusado de homicídio qualificado», conclui Zach.

LEIA MAIS: Morreu a mulher que se recusou a fazer quimioterapia para salvar a filha

Siga a Impala no Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS