Papa afirma que guerras e terrorismo são perdas graves para a humanidade

Francisco lembrou que na segunda-feira celebra-se o 70.º aniversário da aprovação da Convenção de Genebra, “importante instrumento jurídico internacional que impõe limites ao uso da força”.

Papa afirma que guerras e terrorismo são perdas graves para a humanidade

Papa afirma que guerras e terrorismo são perdas graves para a humanidade

Francisco lembrou que na segunda-feira celebra-se o 70.º aniversário da aprovação da Convenção de Genebra, “importante instrumento jurídico internacional que impõe limites ao uso da força”.

Cidade do Vaticano, 11 ago 2019 (Lusa) – O Papa Francisco afirmou hoje que as guerras e o terrorismo são sempre perdas graves para a humanidade e lembrou que na segunda-feira celebra-se o 70.º aniversário da aprovação da Convenção de Genebra.

“Amanhã comemora-se o 70.º aniversário da Convenção de Genebra, importante instrumento jurídico internacional que impõe limites ao uso da força e tem como objetivo proteger civis e prisioneiros em tempos de guerra”, disse o Papa, a partir da janela do palácio apostólico do Vaticano depois da oração do ‘Angelus’.

Francisco espera que esta comemoração permita aos Estados “estarem cada vez mais conscientes da necessidade indispensável de proteger a vida e a dignidade das vítimas de conflitos armados”.

O Papa enfatizou que “todos são obrigados a observar os limites impostos pelo Direito Internacional Humanitário, protegendo populações desarmadas e estruturas civis, especialmente hospitais, escolas, locais de culto e campos de refugiados”.

“Não esqueçamos que a guerra e o terrorismo são sempre uma perda grave para toda a humanidade”, disse.

A Convenção de Genebra e os seus protocolos adicionais são a pedra angular do Direito Internacional Humanitário, isto é, o conjunto de normas legais que regulam a maneira pela qual os conflitos armados podem ser travados e que tenta limitar os seus efeitos.

CSR // VM

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS