Painéis solares produzem 10% da eletricidade na UE em junho e julho

Os painéis solares foram, pela primeira vez, responsáveis pela produção de 10% da eletricidade da União Europeia em junho e julho, com novos recordes estabelecidos em oito dos 27 Estados-membros, entre eles Portugal, divulgou hoje a ZERO.

Painéis solares produzem 10% da eletricidade na UE em junho e julho

Painéis solares produzem 10% da eletricidade na UE em junho e julho

Os painéis solares foram, pela primeira vez, responsáveis pela produção de 10% da eletricidade da União Europeia em junho e julho, com novos recordes estabelecidos em oito dos 27 Estados-membros, entre eles Portugal, divulgou hoje a ZERO.

Os painéis solares foram, pela primeira vez, responsáveis pela produção de 10% da eletricidade da União Europeia em junho e julho, com novos recordes estabelecidos em oito dos 27 Estados-membros, entre eles Portugal, divulgou hoje a ZERO.

“Os painéis solares produziram um recorde de 10% da eletricidade da UE (39 TWh [terawatts-hora]) em junho-julho de 2021, comparativamente com os 28 TWh no mesmo período em 2018. O crescimento está a acelerar: a UE viu a produção solar aumentar 5,1 TWh entre junho-julho de 2020 e 2021, uma mudança anual maior do que em 2020 (+3,1 TWh) ou 2019 (+2,6 TWh)”, revelou a mais recente análise do grupo de reflexão e investigação em energia EMBER, em conjunto com a Associação Sistema Terrestre Sustentável – ZERO para o caso de Portugal.

De acordo com a análise efetuada pela EMBER, no caso de Portugal, em 2018 a produção de eletricidade a partir de fonte solar atingiu 176 gigawatts-hora (GWh) no total de junho e julho, enquanto este ano atingiu 392 GWh.

Em termos percentuais, enquanto em 2018 a fração de produção solar foi de 2% por cento, este ano atingiu 6%, ou seja, três vezes mais.

Ainda assim, os painéis solares produziram menos eletricidade do que as centrais a carvão da Europa, mesmo durante o auge do verão, sendo necessário duplicar o crescimento anual da produção solar para cumprir as metas de emissões da UE para 2030.

Em junho e julho deste ano, sete países da UE produziram mais de um décimo da sua eletricidade a partir de painéis solares, com a Holanda (17%), a Alemanha (17%), a Espanha (16%), a Grécia (13%) e a Itália (13%) a assumirem a liderança.

Já a Hungria quadruplicou a participação na energia solar desde junho-julho de 2018, enquanto a Holanda e a Espanha duplicaram e a Estónia e a Polónia passaram de uma produção de energia solar quase nula, em 2018, para 10% e 5%, respetivamente, em junho e julho de 2021.

Pela primeira vez, a Hungria viu, este verão, a energia solar superar a produzida a partir de carvão, um marco que já tinha sido alcançado no ano passado pela Grécia e Portugal, e, há vários anos, pela Holanda, Itália, França, Espanha, Áustria e Bélgica.

VEJA AGORA
Mãe esfaqueia filho por não parar de jogar videojogos
Mãe esfaqueia filho por não parar de jogar videojogos
Aconteceu em Lisboa. Uma mulher de 40 anos foi detida por esfaquear o filho adolescente por se sentir injuriada e insultada após este não parar de jogar videojogos (… continue a ler aqui)

 

Impala Instagram


RELACIONADOS