Pai emagrece para poder doar parte do fígado e salvar a vida do filho

Bebé de um ano sofre de síndrome de Alagille, um distúrbio genético que lhe danificou o fígado. Pai é compatível, mas precisou de emagrecer 15 quilos.

Pai emagrece para poder doar parte do fígado e salvar a vida do filho

Bebé de um ano sofre de síndrome de Alagille, um distúrbio genético que lhe danificou o fígado. Pai é compatível, mas precisou de emagrecer 15 quilos.

Para salvar a vida do filho, de um ano, que precisava de um transplante de fígado urgente, um pai precisou de emagrecer 15 quilos em tempo recorde. O bebé Sawyer nasceu com síndrome de Alagille, distúrbio genético que pode danificar órgãos como coração e fígado. O médico explicou aos pais do bebé, Sean Kelley e Josie, que a criança não poderia aguardar na lista de espera. A melhor solução seria encontrar um doador vivo. Os progenitores fizeram exames para verificar se eram compatíveis. A mãe não era, mas o pai podia doar parte do fígado. Por estar acima do peso, a cirurgia dependia da perda de peso.

LEIA DEPOIS
Gémeas separadas à nascença encontram-se graças ao Twitter

Pai começou a batalha para emagrecer em agosto de 2019

Em agosto de 2019, Sean começou a batalha para emagrecer e ser o doador do filho. Há pouco mais de um mês, alcançou a meta. E foi finalmente autorizado pelo médico a fazer a cirurgia de doação que lhe permitiria salvar a vida do filho. A família Kelley viajou de Rochester, Nova Iorque, para Pittsburgh, onde fica o Hospital Infantil UPMC. O transplante foi então efetuado. A cirurgia foi um sucesso e as perspetivas de vida do menino são agora uma realidade. «Graças ao pai dele, o corpo do menino será capaz de combater infeções e gerir melhor a sua condição», explicou o porta-voz do Hospital Infantil UPMC.

LEIA MAIS
O vídeo completo das agressões da PSP a Cláudia Simões na Amadora

Impala Instagram


RELACIONADOS