Padre de Fátima pede para deixar sacerdócio por “motivos pessoais” e já pode casar-se

Vítor Coutinho, padre de Fátima, deixa de estar obrigado ao celibato. Ocupava o cargo de vice-reitor do Santuário de Fátima desde 2014.

Padre de Fátima pede para deixar sacerdócio por

Padre de Fátima pede para deixar sacerdócio por “motivos pessoais” e já pode casar-se

Vítor Coutinho, padre de Fátima, deixa de estar obrigado ao celibato. Ocupava o cargo de vice-reitor do Santuário de Fátima desde 2014.

Vítor Coutinho, padre de Fátima e vice-reitor do Santuário, foi dispensado das “obrigações do estado clerical e do celibato”, pelo bispo da Diocese de Leiria-Fátima. Pediu para suspender a prática do sacerdócio por “motivos pessoais”, em carta “dirigida ao Romano Pontífice”, em 16 de março deste ano, lê-se num decreto assinado por António Marto.

Vítor Coutinho deixa por isso de ser tratado por padre e de estar obrigado ao celibato. Ocupava o cargo de vice-reitor do Santuário de Fátima desde 2014. Em junho de 2020, deixou de ser chefe do gabinete episcopal. Em janeiro, ficou “foi dispensado, a seu pedido, dos serviços no Santuário de Fátima e na Fundação Francisco e Jacinta Marto”.

O padre de Fátima, de 55 anos, foi ordenado em 1991. Era presbítero da Diocese de Leiria-Fátima e foi coordenador da comissão responsável pela celebração do Centenário das Aparições de Fátima.

LEIA AGORA
Polícia agredido em supermercado por assaltante de bebidas
Polícia agredido em supermercado por assaltante de bebidas
Assaltante tentou fugir agrediu um dos agentes. Apesar de algemado, ainda conseguiu dar um pontapé no peito do mesmo polícia. (… continue a ler aqui)

Impala Instagram


RELACIONADOS