Operário da construção civil usa filha com atraso cognitivo para ter relações sexuais

Só há cerca de uma semana é que teve coragem para se queixar a um familiar.

Operário da construção civil usa filha com atraso cognitivo para ter relações sexuais

Operário da construção civil usa filha com atraso cognitivo para ter relações sexuais

Só há cerca de uma semana é que teve coragem para se queixar a um familiar.

Um homem de 46 anos, operário da construção civil, conheceu a filha no início do ano e, após o confinamento, passou a viver com ela, no concelho de Braga. De acordo com o Correio da Manhã, a mulher com cerca de 30 anos, que tem um atrasado cognitivo, foi violada pelo menos cinco vezes pelo pai. No entanto, só há cerca de uma semana é que teve coragem para se queixar a um familiar.

Segundo a mesma publicação, o operário da construção civil, com antecedentes criminais, foi detido pela Polícia Judiciária de Braga. O suspeito passou a noite nos calabouços e foi ontem levado ao Tribunal de Braga para ser ouvido em primeiro interrogatório, tendo ficado em prisão preventiva.

Os abusos sexuais começaram em junho e duraram até outubro porque a rapariga tinha receio de denunciar o pai. A Polícia Judiciária de Braga decidiu avançar para a detenção depois de a prova reunida ter sido validada pelo Ministério Público. O relato da vítima é tido como muito credível. A rapariga foi sujeita a inúmeras perícias médico-legais que serão juntas ao processo que continua em investigação.

LEIA MAIS

Meteorologia: Previsão do tempo para sexta-feira, 16 de outubro

 

Impala Instagram


RELACIONADOS