Operador de trotinetes deixa Coimbra seis meses depois de ali se ter instalado

Uma das duas operadoras de trotinetes elétricas partilhadas em atividade em Coimbra vai “interromper a circulação” na cidade, anunciou hoje a empresa em comunicado.

Operador de trotinetes deixa Coimbra seis meses depois de ali se ter instalado

Operador de trotinetes deixa Coimbra seis meses depois de ali se ter instalado

Uma das duas operadoras de trotinetes elétricas partilhadas em atividade em Coimbra vai “interromper a circulação” na cidade, anunciou hoje a empresa em comunicado.

“A Lime, plataforma líder em mobilidade sustentável”, vai “interromper a circulação em Coimbra”, anunciou hoje a empresa, que foi a primeira a chegar a Coimbra, no início de março deste ano.

A marca vai “avaliar a estratégia de negócio e expansão em Portugal, pretendendo regressar com uma oferta de qualidade e mais abrangente”, adianta a mesma nota.

A operadora iniciou a atividade em Coimbra — “na sequência da vontade que as autoridades locais já tinham demonstrado de melhorar a sua estratégia de mobilidade” — com uma frota “entre 200 e 400 trotinetes, para servir de forma inovadora a população e os mais de 500 mil visitantes por ano”.

Afirmando orgulhar-se da “operação desenvolvida em Coimbra”, a empresa sublinha que “continua a acreditar no potencial da cidade, até porque as autoridades locais estão empenhadas em oferecer soluções de micromobilidade aos cidadãos”.

Porém, “a criação de um ecossistema forte e sustentável na região Centro implica uma estratégia concertada com mais entidades locais”, sustenta a operadora, admitindo “a possibilidade de voltar a Coimbra e chegar a outras cidades vizinhas”.

Em final de março deste ano, começou a operar em Coimbra a Flash com um modelo próprio de trotinetes elétricas.

JEF // JLG

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS