ONU vai enviar toneladas de alimentos para as Bahamas

As Nações Unidas vão enviar “em breve” oito toneladas de alimentos para as Bahamas, devastadas pelo furacão Dorian, estimando o Programa Alimentar Mundial (PAM) que mais de 60.000 pessoas precisam de comida das 76.000 que necessitam de apoio.

ONU vai enviar toneladas de alimentos para as Bahamas

ONU vai enviar toneladas de alimentos para as Bahamas

As Nações Unidas vão enviar “em breve” oito toneladas de alimentos para as Bahamas, devastadas pelo furacão Dorian, estimando o Programa Alimentar Mundial (PAM) que mais de 60.000 pessoas precisam de comida das 76.000 que necessitam de apoio.

As Nações Unidas vão enviar “em breve” oito toneladas de alimentos para as Bahamas, devastadas pelo furacão Dorian, estimando o Programa Alimentar Mundial (PAM) que mais de 60.000 pessoas precisam de comida das 76.000 que necessitam de apoio.

“As projeções realizadas imediatamente antes do impacto do ciclone indicam que mais de 76.000 nas Ábaco e na Grande Bahama poderão precisar de comida ou de ajuda humanitária”, indicou um porta-voz daquela agência da ONU, Herve Verhoosel.

O PAM calcula que 14.500 pessoas terão necessidade de ajuda alimentar nas ilhas Ábaco e 45.700 outras na ilha Grande Bahama.

Estes são dados preliminares e o PAM aguarda os resultados da avaliação em curso para ter números mais precisos.

“Os primeiros resultados são esperados a partir de sábado e poderemos confirmar ou corrigir as previsões das necessidades”, adiantou Verhoosel à agência France-Presse.

Enquanto espera, o PAM já adquiriu oito toneladas de alimentos que serão transportados “em breve” para as Bahamas. Nos próximos três meses serão enviadas 85 toneladas.

A agência está ainda a estabelecer uma ponte aérea a partir do centro da ONU no Panamá para transportar infraestruturas de armazenamento, geradores e escritórios prefabricados para as duas principais ilhas do arquipélago das Bahamas, visando a criação de duas plataformas logísticas.

O furacão Dorian, na categoria 5 quando passou pelas Bahamas, causou pelo menos 20 mortos no arquipélago, balanço que poderá aumentar, segundo o ministro da Saúde.

O secretário-geral-adjunto para os Assuntos Humanitários das Nações Unidas, Mark Lowcock, indicou na quarta-feira que a ONU tinha desbloqueado um milhão de dólares (cerca de 906 mil euros) do seu fundo de emergência para prestar os primeiros socorros aos afetados.

O furacão enfraqueceu para a categoria 2 – embora continue com ventos de 175 quilómetros por hora – e encontra-se a 75 quilómetros da cidade norte-americana de Charleston, na costa da Carolina do Sul, segundo os últimos dados do Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos (NHC, na sigla inglesa).

LEIA MAIS

Três portugueses entre os nomeados para o onze do ano

Previsão do tempo para sexta-feira, 6 de setembro

 

 

Impala Instagram


RELACIONADOS