Odebrecht vai pagar 37,5 milhões de euros à estatal brasileira Eletrobras

A construtora Odebrecht comprometeu-se a pagar uma indemnização de 162 milhões de reais (37,5 milhões de euros) à estatal elétrica brasileira Eletrobras, por danos causados como responsável pelo desvio de recursos para a construção de duas hidroelétricas.

Odebrecht vai pagar 37,5 milhões de euros à estatal brasileira Eletrobras

Odebrecht vai pagar 37,5 milhões de euros à estatal brasileira Eletrobras

A construtora Odebrecht comprometeu-se a pagar uma indemnização de 162 milhões de reais (37,5 milhões de euros) à estatal elétrica brasileira Eletrobras, por danos causados como responsável pelo desvio de recursos para a construção de duas hidroelétricas.

A indemnização corresponde a verbas devidas pelos desvios efetuados pela Odebrecht na construção das hidroelétricas de Santo António e Belo Monte, “duas barragens gigantescas” construídas na Amazónia, informou a Petrobas em comunicado.

As irregularidades foram descobertas no âmbito da operação Lava Jato, a maior operação de combate à corrupção na história do Brasil e que revelou uma rede que desviou recursos da petrolífera Petrobras e de outras estatais brasileiras.

Os principais sócios e executivos da Odebrecht, a maior empresa de construção civil no Brasil, chegaram a acordos com as autoridades brasileiras, admitindo a sua responsabilidade em casos de corrupção em vários países.

Os responsáveis comprometeram-se a confessar os seus crimes e a revelar os seus cúmplices, em troca de reduções nas suas penas.

O pagamento de indemnizações à Eletrobras foi o resultado de um acordo assinado entre a Odebrecht e as autoridades administrativas brasileiras para pôr fim às investigações contra a empresa, de modo a que esta possa voltar a participar em concursos públicos.

“A adesão ao acordo é uma oportunidade para a Eletrobras receber de volta alguns dos recursos a que a empresa tem direito devido às perdas causadas pela Odebrecht através da rede de corrupção descoberta pela Operação Lava Jato”, frisa a empresa estatal no documento.

AJO // JLG

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS