Novo medicamento para Alzheimer aprovado na China

Novo medicamento à base de algas aprovado na China. Tratamento é indicado para pessoas com grau de Alzheimer leve ou moderado.

Novo medicamento para Alzheimer aprovado na China

Novo medicamento para Alzheimer aprovado na China

Novo medicamento à base de algas aprovado na China. Tratamento é indicado para pessoas com grau de Alzheimer leve ou moderado.

Foi aprovado na China um novo medicamento para tratar o Alzheimer. O fármaco, que se chama Oligomannate, tem na base da sua composição algas.

LEIA DEPOIS
Mais de 40 pessoas encontradas vivas dentro de camião na Grécia

Segundo a agência do medicamento, o tratamento é indicado para pessoas com um grau de Alzheimer leve ou moderado. A aprovação do fármaco está condicionada e será rigorosamente monitorizada durante ensaios clínicos adicionais, podendo ser retirado do mercado se levantar questões de segurança, avança a CNN.

A equipa, liderada pelo professor Geng Meiyu, responsável pela nova droga terapêutica revelou em setembro que a ideia de testar o fármaco com algas surgiu depois de os investigadores terem reparado que as pessoas que as comiam com regularidade apresentavam uma incidência mais baixa da doença.

O grupo de cientistas revelou ainda, num estudo publicado no jornal Cell Research, que o açúcar contido nas algas suprime uma bactéria existente na zona digestiva, que contribui para a inflamação no cérebro e degeneração da rede neural.

Nova droga mostra «resultados encorajadores»

Tal mecanismo foi confirmado durante um ensaio clínico pela farmacêutica Green Valley. Vicent Mok, responsável pela divisão de neurologia na Universidade de Hong Kong, garantiu à CNN que a nova droga «mostra resultados encorajadores» quando comparada com o medicamento existente para a doença.

O estudo com Oligomannate é derivado da alga castanha e foi testado em mais de 800 pacientes. A experiência revelou que no espaço de quatro semanas a substância pode melhorar a função cognitiva dos doentes com Alzheimer. Portugal é o quarto país da Organização Mundial de Saúde com mais casos de demência por cada mil habitantes. Estima-se que em todo o mundo existam 47,5 milhões de pessoas com demência.

LEIA MAIS
Previsão do tempo para terça-feira, 5 de novembro

Impala Instagram


RELACIONADOS