Nove detidos por tráfico de droga em cinco concelhos do Oeste

Um grupo de uma mulher e oito homens foram detidos em flagrante por tráfico de estupefacientes e posse de armas proibidas em cinco concelhos da região do Oeste, informou hoje a GNR.

Nove detidos por tráfico de droga em cinco concelhos do Oeste

Nove detidos por tráfico de droga em cinco concelhos do Oeste

Um grupo de uma mulher e oito homens foram detidos em flagrante por tráfico de estupefacientes e posse de armas proibidas em cinco concelhos da região do Oeste, informou hoje a GNR.

Os nove suspeitos, com idades compreendidas entre os 22 e os 35 anos, foram detidos na quinta-feira, no âmbito de uma investigação que decorria desde outubro de 2020 e que incidiu numa rede de tráfico de produtos estupefacientes a operar nos concelhos de Alcobaça, Caldas da Rainha, Lourinhã, Óbidos e Peniche.

Em comunicado, a GNR explica que, durante a investigação desenvolvida pelo Núcleo de Investigação Criminal das Caldas da Rainha, os militares apuraram que “os suspeitos atuavam de forma organizada e hierarquizada, vendendo os estupefacientes” sobretudo nos concelhos de Alcobaça, Caldas da Rainha, Óbidos e Peniche.

No decorrer da operação a GNR deu cumprimento a 35 mandados de busca, 20 domiciliárias e 15 em veículos, que resultaram na apreensão de 1.536 doses de canábis; 15 doses de cocaína; quatro doses de MDMA; três veículos; uma soqueira; uma arma elétrica (‘taser’); nove telemóveis; sete balanças digitais; quatro munições de calibre 6,35 milímetros; dois computadores portáteis; duas máquinas de selagem a vácuo; duas estufas de produção de canábis e respetivo equipamento; uma prensa de pólen de haxixe; diverso material usado no acondicionamento do produto estupefaciente e 9.380 euros em numerário.

Detidos com cadastro

No decorrer da ação foram ainda identificadas e constituídas arguidas mais três pessoas, por tráfico de estupefacientes, refere o comunicado. Os detidos, com antecedentes criminais por ilícitos da mesma natureza, serão hoje presentes a primeiro interrogatório no Tribunal Judicial de Leiria, pelo que ainda não são conhecidas as medidas de coação.

A ação contou com o reforço dos postos territoriais de São Martinho do Porto, Caldas da Rainha, Óbidos e Peniche, do Núcleo de Proteção Ambiental das Caldas da Rainha, da Equipa de Investigação Criminal do Comando Territorial de Leiria, do Comando Territorial de Lisboa, do Grupo de Intervenção Cinotécnica e do Grupo de Intervenção de Operações Especiais da Unidade de Intervenção.

Impala Instagram


RELACIONADOS