Nova Iorque proíbe salários diferentes para homens e mulheres com a mesma função

Este é mais um passo dado na conquista pela igualdade de género.

Nova Iorque proíbe salários diferentes para homens e mulheres com a mesma função

Nova Iorque proíbe salários diferentes para homens e mulheres com a mesma função

Este é mais um passo dado na conquista pela igualdade de género.

Este é mais um passo dado na conquista pela igualdade de género. No passado dia 10 de julho, o governador de Nova Iorque, Andrew Cuomo, decretou uma lei que proíbe que homens e mulheres ganham salários diferentes quando exercem a mesma função dentro das empresas.

De acordo com o G1, o anúncio foi feito quando a seleção dos Estados Unidos da América comemorava a conquista do 4.º título na Taça do Mundo Feminina 2019. Isto porque a seleção norte-americana utilizou um megafone dentro e fora de campo para defender melhores condições para as mulheres, nomeadamente, a igualdade salarial entre sexos no futebol.

Governo vai aprovar lei que promove igualdade salarial

O secretário de Estado do Emprego, Miguel Cabrita, anunciou no parlamento que o Governo vai aprovar até ao final do ano de 2017 uma proposta de lei no âmbito da promoção da igualdade salarial entre mulheres e homens.

«No mês de maio apresentamos aos parceiros sociais um pacote de medidas de promoção da igualdade salarial entre mulheres e homens por um trabalho igual ou de valor igual prestado no mesmo empregador. Após recolha dos contributos dos parceiros sociais, o Governo vai prosseguir esta agenda e vai aprovar uma proposta de lei sobre esta matéria a submeter ainda este ano à Assembleia da República», disse o secretário de Estado.

LEIA MAIS

Jornalista mexicano encontrado morto e com sinais de tortura

Marcelo Rebelo de Sousa marca legislativas para 6 de outubro

Previsão do tempo para sexta-feira, 2 de agosto

 

 

Impala Instagram


RELACIONADOS