Nikole Mitchell, a freira que trocou a Igreja pela vida de stripper

Durante muitos anos, Nikole Mitchell dedicou a sua vida à Igreja. Desiludida, acabou por trocar a vida celibatária pela de stripper de sucesso.

Nikole Mitchell, a freira que trocou a Igreja pela vida de stripper

Durante muitos anos, Nikole Mitchell dedicou a sua vida à Igreja. Desiludida, acabou por trocar a vida celibatária pela de stripper de sucesso.

Chama-se Nikole Mitchell e foi freira durante algum tempo. Depois de seis anos em que foi celibatária, a mulher, de 36 anos, decidiu deixar a Igreja para apostar numa carreira, muito lucrativa, como modelo OnlyFans. Nascida em Ohio, nos Estados Unidos da América, Nikole Mitchell explica que passou a ser ainda mais religiosa quando chegou à universidade. “Eu basicamente comecei a namorar Jesus”, explica ao Fabulous.

Nikole Mitchell recusava abordagens de homens dizendo namorar com Jesus

“Deixei totalmente de namorar homens. Enquanto dormia com homens no liceu, era terrível, sexo adolescente em que não sabemos o que estamos a fazer. Decidi deixar de sair com qualquer pessoa durante o tempo em que estive na universidade”, explica. De 2001 a 2007, Nikole Mitchell não beijou um único homem e até recusou vários pedidos de casamento. A justificação era sempre a mesma: “Jesus era o meu namorado”.

“Não queria namorar com ninguém porque tinha medo de fazer sexo porque sempre me ensinaram que fazer sexo fora do casamento era errado. E não queria prejudicar o meu tempo com Deus. Então estava sempre a dar desculpas”, conta. Depois de se licenciar, acabou por entrar no seminário. Até que em 2009 acabou por conhecer e casar com aquele que é agora o seu ex-marido e com quem teve três filhos. Passou a fazer parte de uma igreja evangélica local, na qual foi convidada para ser pastora, passando três anos a aprender a dar sermões. “Adorei. Senti que tinha encontrado a minha vocação”, refere.

LEIA AINDA

«Chamo-me Bruna, sou estudante e faço pornografia ao vivo e em direto»

Com o passar dos anos, Nikole acabou por ficar desiludida com a igreja. Especialmente por terem eliminado as menções à sua herança birracial. Descobriu então que era bissexual, algo que a igreja também não quis que mencionasse. “Reprimi os meus desejos de namoro por tanto tempo que não sabia que era gay, mas era. Era uma mulher esquisita que queria orgasmos e bom sexo. Só quando fiquei mais velha é que percebi isso”, explica.

“Era uma mulher esquisita que queria orgasmos e bom sexo”

Em 2017, quando tinha 33 anos, abandonou a Igreja e decidiu abraçar a sexualidade que tinha reprimido ao longo dos anos. “Sempre pensei que as mulheres não podiam pedir sexo ou ter prazer”, conta. “Já não era freira e marquei uma sessão de fotos no boudoir. Senti-me tão sexy deitada ali, tendo a minha foto. Foi maravilhoso. Depois o fotógrafo perguntou se queria que as fotos fossem transformadas num livro”, recorda.

Aos 33 anos, Nikole Mitchell abandonou a Igreja desiludida

Pouco tempo depois, já estava a pesquisar formas de ganhar dinheiro a posar nua. Até que, em 2019, decidiu abrir uma conta OnlyFans, na qual os fãs pagam para ter acesso a conteúdo erótico exclusivo. Aqui, chega a ganhar mais de 77 mil euros por mês, partilhando fotos ousadas e vídeos de strip. “Sinceramente, acho que nasci para tirar a roupa. Amo isto. Estou a ganhar muito dinheiro e a fazer o que amo. E ainda acredito em Deus”, conclui.

Percorra a galeria e veja mais fotos de Nikole Mitchell

Texto: Bruno Seruca; Fotos: Reprodução Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS