Navalny: Borrell quer encontrar-se com opositor russo durante deslocação à Rússia

O Alto Representante da União Europeia para a Política Externa, Josep Borrell, vai tentar encontrar-se com o opositor russo Alexei Navalny, durante uma deslocação a Moscovo agendada para 04 a 06 de fevereiro, informou hoje a Comissão Europeia.

Navalny: Borrell quer encontrar-se com opositor russo durante deslocação à Rússia

Navalny: Borrell quer encontrar-se com opositor russo durante deslocação à Rússia

O Alto Representante da União Europeia para a Política Externa, Josep Borrell, vai tentar encontrar-se com o opositor russo Alexei Navalny, durante uma deslocação a Moscovo agendada para 04 a 06 de fevereiro, informou hoje a Comissão Europeia.

“Não posso confirmar nem elaborar em maior detalhe os nossos contactos com a equipa de Navalny, mas estamos em contacto e queremos assegurar-nos de que será possível organizar um encontro”, informou o porta-voz da Comissão para a Política Externa, Peter Stano, durante a conferência de imprensa diária do executivo comunitário.

Frisando que “encontrar-se com representantes da sociedade civil” é uma das “pedras basilares” de “quase todas as visitas” de Josep Borrell, Peter Stano sublinhou também que, nas preparações das deslocações, “não se insiste com os homólogos”, mas procura-se “concordar com o programa da visita”.

“No que se refere aos detalhes de encontros individuais, iremos divulgar informação mais específica assim que nos aproximarmos da data da visita — que começa na quinta-feira — e, no que se refere a Navalny, estamos em contacto com a sua equipa para ver quais são as possibilidades de um encontro, mas não posso confirmar nada neste estado”, frisou.

O porta-voz realçou também que os planos da deslocação a Moscovo entre quinta-feira e sábado mantêm-se, apesar de qualificar o “tratamento de Navalny e dos seus apoiantes” como não sendo “aceitável”.

Frisando que há uma “unidade na União Europeia” na condenação dos acontecimentos que estão a ocorrer na Rússia, o porta-voz referiu que a deslocação servirá também para Borrell abordar este tema com as autoridades russas.

“Essa também é uma razão pela qual o Alto Representante irá deslocar-se a Moscovo, para discutir com os nossos parceiros russos, e porque tem uma mensagem muito clara da União Europeia — não é a mensagem privada de Borrell — é uma mensagem em nome dos países europeus que discutiram este tema e que continuam a discutir este tema com regularidade”, apontou.

Josep Borrell desloca-se na quinta-feira a Moscovo, protagonizando a primeira visita à Rússia de um chefe da diplomacia europeia desde 2017.

O Serviço Europeu de Ação Externa anunciou na sexta-feira que o chefe da diplomacia europeia tem previstos encontros com as autoridades russas, designadamente com o ministro dos Negócios Estrangeiros, Sergei Lavrov, mas também com representantes de organizações da sociedade civil e membros da comunidade académica de Moscovo.

Antecipando a sua deslocação a Moscovo, Josep Borrell comentou que “a relação com a Rússia é uma das relações mais complexas da UE” e “os recentes desenvolvimentos apenas sublinham ainda mais a necessidade” desta viagem.

No final da reunião agendada para sexta-feira de manhã, os chefes de diplomacia da UE e da Rússia darão uma conferência de imprensa conjunta.

TEYA (ACC)// ANP

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS