Mulher tenta embarcar em avião com bebé escondido em bolsa

Uma mulher filipina tentou apanhar um avião com um bebé numa bolsa de cintura. O menor foi encontrado através de um ecrã de raios X.

Mulher tenta embarcar em avião com bebé escondido em bolsa

Mulher tenta embarcar em avião com bebé escondido em bolsa

Uma mulher filipina tentou apanhar um avião com um bebé numa bolsa de cintura. O menor foi encontrado através de um ecrã de raios X.

Jennifer Erin Talbot, de 43 anos, tentou viajar das Filipinas para os Estados Unidos da América com um bebé escondido. A mulher colocou o menor, de apenas seis dias, numa bolsa à cintura e passou a bolsa juntamente com a mala no tapete de segurança. Um funcionário viu no ecrã de raios X a imagem e ficou na dúvida se se tratava de um bebé ou de uma boneca. Pediu a intervenção da polícia para verificar o caso e a mulher acabou detida quando estava prestes a entrar no avião. O caso teve lugar no aeroporto de Manila.

LEIA DEPOIS
Criança de nove anos vai ser julgada nos EUA por cinco homicídios

Mulher vai aguardar julgamento em prisão preventiva

Segundo NBC News, o recém-nascido foi entregue aos serviços sociais e Jennifer Erin Talbot foi detida. A mulher vai aguardar julgamento em prisão preventiva. Às autoridades policiais, a suspeita (de nacionalidade americana) disse ser tia da criança, mas não tinha qualquer tipo de documento que comprovasse o grau de parentesco — nem passaporte. A norte-americana está agora a ser investigada pelas autoridades filipinas e pode enfrentar uma acusação de tráfico humano.

A mulher foi abordada apenas perto da porta de embarque, após ter conseguido evitar o controlo de imigração do aeroporto. Natural do Utah, Talbot preparava-se para regressar a casa, nos Estados Unidos. «O bebé foi escondido na bolsa de cintura de grandes dimensões e não se apresentou ao inspetor de imigração durante as formalidade de descolagem», afirmou Departamento de Imigração, citado pela CNN. De acordo com a polícia, Talbot apresentou uma declaração no aeroporto da alegada mãe, identificada como Maricris Dulap, que dava o consentimento para que a bebé viajasse para os EUA. No entanto, o documento não estava assinado pela progenitora. Acusada de um crime de tráfico humano, a suspeita poderá enfrentar uma pena máxima de prisão perpétua.

LEIA DEPOIS
Previsão do tempo para esta terça-feira, 8 de outubro
Luto | Avelino Ferreira Torres, de 74 anos, era um homem intempestivo

Impala Instagram


RELACIONADOS