Mulher recupera de grave problema cardíaco após tratamento pioneiro

Uma mulher com 78 anos e uma insuficiência mitral grave deverá ter alta nos próximos dias depois de ter sido sujeita a um procedimento pioneiro a nível mundial no serviço de Cardiologia do Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia/Espinho.

Mulher recupera de grave problema cardíaco após tratamento pioneiro

Mulher recupera de grave problema cardíaco após tratamento pioneiro

Uma mulher com 78 anos e uma insuficiência mitral grave deverá ter alta nos próximos dias depois de ter sido sujeita a um procedimento pioneiro a nível mundial no serviço de Cardiologia do Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia/Espinho.

Uma mulher com 78 anos e uma insuficiência mitral grave deverá ter alta nos próximos dias depois de ter sido sujeita a um procedimento pioneiro a nível mundial no serviço de Cardiologia do Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia/Espinho.

Os cardiologistas repararam a válvula mitral através de cateterismo, ou seja, sem necessidade de cirurgia cardíaca invasiva. “O procedimento foi um sucesso e permitiu não só um avanço científico no tratamento dos doentes com esta patologia, mas também a melhoria da qualidade de vida desta doente”, divulgou fonte daquela unidade hospitalar.

Paciente quis saber resultado do FC Porto

O hospital garante que a doente recuperou “muito bem”, estando “bem-disposta e a melhorar significativamente dos sintomas de insuficiência cardíaca”. A mesma fonte adianta que “depois do procedimento a doente estava a perguntar o resultado do FC Porto-Juventus“.

A paciente tinha um risco cirúrgico muito elevado para fazer uma operação clássica “de peito aberto“. A equipa médica decidiu então avançar para a colocação de um dispositivo de tratamento, chamado anel mitral, na sua perna.

Como escreve o CM, o serviço de cardiologia de Gaia/Espinho contou com o apoio de uma equipa de médicos, engenheiros e técnicos de Israel.

LEIA AINDA
Mulher esquizofrénica agredida diariamente durante 17 anos
Mulher esquizofrénica agredida diariamente durante 17 anos
Considerada pelo Ministério Público uma pessoa “especialmente indefesa” e vulnerável, a mulher foi entretanto acolhida numa casa abrigo. (… continue a ler aqui)

Impala Instagram


RELACIONADOS