Mulher mata filha de três anos com martelo

Depois de tomar uma quantidade exagerada de medicamentos antidepressivos, mulher mata filha de três anos com um martelo.

Mulher mata filha de três anos com martelo

Mulher mata filha de três anos com martelo

Depois de tomar uma quantidade exagerada de medicamentos antidepressivos, mulher mata filha de três anos com um martelo.

Uma mulher está acusada de matar a filha, de apenas três anos, com recurso a um martelo. Depois disto, a suspeita tentou o suicídio, estando atualmente em estado crítico. Esta história de terror, que está a chocar o mundo, aconteceu em Kirovgard, na Rússia.

LEIA AINDA

Teresa Guilherme arrasada após comentários que levaram Zena às lágrimas

De acordo com dados apurados pelos investigadores, Natalia Petunina agrediu mortalmente a filha depois de ter ingerido uma considerável quantidade de medicamentos antidepressivos. Na altura, mãe e filha estavam sozinhas no apartamento da família. Quem se deparou com o cenário macabro foi Vladimir, pai de Lisa e marido de Natalia. Ao ver a filha caída no chão chamou os serviços de emergência, que já nada conseguiram fazer. A causa da morte foram as pancadas na cabeça, efetuadas com recurso a um martelo.

Natalia tomou uma considerável quantidade de medicamentos antidepressivos

Depois de matar a filha, Natalia tentou acabar com a própria vida. “Não conseguiu levar o plano até ao fim porque o marido chegou a casa e chamou os serviços de emergência e as autoridades”, disse Valeriy Gorelykh, porta-voz da polícia local. Apesar da atenuante do efeito da medicação, Natalia poderá ser condenada a 20 anos de prisão pelo homicídio da filha. “Antes da tragédia, a mãe tomou uma quantidade muito maior de medicamentos do que o que devia. Isso poderia provocar o comportamento agressivo contra a criança”, explica Valeriy.

VEJA TAMBÉM

Ex-polícia de 60 anos detido preventivamente por atacar menores em parque público

Por sua vez, familiares e amigos de Natalia estão em estado de choque com tudo o que aconteceu. Sabiam que a mulher estava a lutar contra uma depressão, mas salientam que era “boa mãe”. “A Natalia, sempre que a víamos, fazia por estar de bom humor. Ela amava a filha e tomava muito bem conta da menina, estava sempre bem cuidada”, conta uma amiga de Natalia.

Impala Instagram


RELACIONADOS