Mulher esconde covid-19 e mata os três filhos menores

A pandemia da covid-19 não tem dado tréguas e da Venezuela chega uma história que terminou de forma trágica. Omissão de infeção pelo novo coronavírus mata família inteira.

Mulher esconde covid-19 e mata os três filhos menores

Mulher esconde covid-19 e mata os três filhos menores

A pandemia da covid-19 não tem dado tréguas e da Venezuela chega uma história que terminou de forma trágica. Omissão de infeção pelo novo coronavírus mata família inteira.

A pandemia da covid-19 não tem dado tréguas e da Venezuela chega uma história que terminou de forma trágica. Uma mulher, de 33 anos, testou positivo ao novo coronavírus, mas resolveu “fechar-se em copas” e nem ao próprio agregado familiar revelou tal situação. Todos os cinco elementos da família acabaram por morrer.

De acordo com a imprensa daquele país da América do Sul, Verónica García Fuentes começou a sentir os primeiros sintomas em meados de dezembro de 2020. Fez um teste num centro de saúde de Táchira e o resultado deu positivo para a doença. Escondendo essa informação para si, a mulher foi vista ainda por um médico privado.

Durante vários dias, o marido e os três filhos, Nicol Verónica, de 17 anos, e os gémeos Jhoneider e Jhoneiker, de quatro, pensavam que Verónica tinha “apenas” uma forte gripe. Só no dia 27 de dezembro é que a mulher revelou ao marido que estava infetada com a Covid-19, justamente quando José António Gómez estava numa reunião com mais de 20 pessoas.

“Ele foi à reunião. Festas são proibidas, mas reuniram-se, talvez 20 ou mais pessoas. Ele bebeu bebidas alcoólicas, falou com amigos, quando recebeu um telefonema da sua esposa. Ela disse-lhe para voltar, não partilhar com ninguém porque ela tinha covid-19 e ele poderia estar infetado”, contou Mariela Gómez, irmã de José Antonio, ao jornal La Nación.

Família morreu no espaço de nove dias

Apesar de inicialmente os elementos da família terem testado negativo, no dia 14 de janeiro, Verónica teve que ser hospitalizada, uma vez que tinham surgido sintomas mais agudos, que desencadearam uma pneumonia. O marido e os filhos repetiram os testes que indicaram que tinham sido contagiados, mas eram assintomáticos. Dois dias depois, a 16 de janeiro, José António começou a ter sintomas e foi internado.

Como dá conta a Vip, Verónica morreu no dia 18 de janeiro e José Antonio no dia seguinte. Dias depois, Nicol, a adolescente, começou a sentir-se mal e acabou por faleceu enquanto o avô a transportava para o hospital. No dia 27 de janeiro, os gémeos foram internados no hospital com broncopneumonia e morreram horas depois.

Texto: Ivan Silva; Foto: DR – Unsplash

LEIA MAIS
Mulher é esfaqueada até à morte após encontro marcado no Tinder

Impala Instagram


RELACIONADOS