Mulher assume que pornografia arruinou vida amorosa

A adição na pornografia tem crescido a olhos vistos entre o sexo feminino. “Estava constantemente a comparar todos os detalhes com o que tinha visto online”.

Mulher assume que pornografia arruinou vida amorosa

Mulher assume que pornografia arruinou vida amorosa

A adição na pornografia tem crescido a olhos vistos entre o sexo feminino. “Estava constantemente a comparar todos os detalhes com o que tinha visto online”.

Kristel Koppers, uma inglesa de 29 anos, assume que a pornografia fez com que a sua vida ficasse arruinada. Porém esta não é a única mulher que sofre do mesmo problema, de acordo com o jornal Daily Mail. Os serviços de saúde sexual no Reino Unido estão sobrecarregados com jovens mulheres que possuem problemas de intimidade e dor durante as relações sexuais, casos que estão interligados com o aumento de visualizações de pornografia por parte do sexo feminino.

Pornografia gera expectativas irreais

Kristel Koppers revelou ao mesmo jornal que sente vários sintomas e descreve-os como angustiantes. “Descobri que tinha dificuldade em concentrar-me porque era distraída por flashbacks de imagens sexuais que tinha visto na Internet”. Quando se tratava da intimidade com o parceiro, diz não ser tão agradável como pensaria que era, devido às expetativas que tinha depois de assistir os vídeos sexuais. “Estava constantemente a comparar todos os detalhes com o que tinha visto online. Havia muita ansiedade em torno do sexo. Era tenso, desconfortável e, por vezes, doloroso”, assume.

Pornografia é vista “como uma coisa positiva”

Estudos revelam que mulheres com idades compreendidas entre os 18 e os 24 anos estão a fazer menos sexo (cerca de 20%) por comparação com as mulheres da mesma idade há uma década. A maior mudança que vimos ao longo dos últimos anos é que a pornografia passou de algo que era considerado profundamente errado para ser normal entre os jovens”, diz Anastasia Sprout, psicoterapeuta especializada em vício na pornografia. “É quase como as mulheres serem vistas como empoderadas sexualmente e confiantes se gostam. É vista como uma coisa positiva. Se não se vê, ou se não se gosta, há algo de errado contigo”.

Vício em pornografia: o que é, quais os sinais e como procurar ajuda
Tal como outras adições, o vício da pornografia pode e deve ser tratado. Conheça os sinais e como pode procurar ajuda para a cura desta doença. (… continue a ler aqui)

Impala Instagram


RELACIONADOS