Morreu jovem que deu voz às vítimas de crimes de ódio

Hanna Yusuf morreu subitamente aos 27 anos.

Morreu jovem que deu voz às vítimas de crimes de ódio

Morreu jovem que deu voz às vítimas de crimes de ódio

Hanna Yusuf morreu subitamente aos 27 anos.

Hanna Yusuf,  jornalista da BBC e autora da investigação que deu voz aos funcionário da Costa Coffee – multinacional de cafetarias no Reino Unido – que alegava falta de condições de trabalho, morreu repentinamente.

  1. LEIA DEPOIS
    Idoso enterrado vivo. Filho e sobrinho entre os responsáveis

A jovem, de 27 anos, trabalhou como jornalista no The Guardian, The Times, e The Independent. A família da vítima, confessa, em comunicado, estar «profundamente triste», mas espera que o legada da jovem «sirva de inspiração para a sua comunidade e colegas».

Em agosto, a jornalista trabalhou numa investigação onde teve oportunidade de conversar com funcionários da Costa Coffee. Os trabalhadores alegam que o coordenador da loja não lhes pagava as férias anuais, trabalhavam mais horas do que o tempo estipulado em contrato e não recebiam as gorjetas – que mais tarde, tal como se veio a descobrir, serviam para uso pessoal da gerência.

Também a história de Zaynab Hussein foi contada em 2018 por Hanna. Zaynab, mãe de nove filhos, foi vítima de um crime de ódio em Inglaterra, tendo sido atropelada várias vezes por um jovem de 21 anos.

A jornalista nasceu na Somália em 1992 e cresceu na Holanda. Estudou na Universidade de Londres e em 2017 recebeu uma bolsa para tirar um mestrado em jornalismo, oferecido pela empresa britânica Scott Trust Limited, detentora do jornal The Guardian.

LEIA MAIS
Previsão do tempo para esta quarta-feira, 2 de outubro

Impala Instagram


RELACIONADOS