Morreu doente que interrompeu o Parlamento para pedir tratamento para hepatite C

Morreu José Carlos Saldanha, o doente que há cinco anos interrompeu o Parlamento para pedir ao ministro da Saúde um tratamento urgente para a hepatite C, pois não queria que esta doença lhe roubasse a vida.

Morreu doente que interrompeu o Parlamento para pedir tratamento para hepatite C

Morreu José Carlos Saldanha, o doente que há cinco anos interrompeu o Parlamento para pedir ao ministro da Saúde um tratamento urgente para a hepatite C, pois não queria que esta doença lhe roubasse a vida.

Morreu José Carlos Saldanha, o doente que, em 2015, interrompeu o Parlamento para pedir ao então ministro da Saúde, Paulo Macedo, um tratamento urgente para a hepatite C, pois não queria que esta doença lhe roubasse a vida. «Não me deixe morrer, eu quero viver», gritou a plenos pulmões na altura.

LEIA DEPOIS
Coronavírus | Análises a passageiros de cruzeiro residentes em Portugal deram negativo

Estado de saúde agravou-se nos últimos dias

Segundo a TVI, que avança a notícia,  José Carlos Saldanha, de 55 anos, estava internado com uma septicemia no Hospital de Santa Maria em Lisboa, e o seu estado de saúde agravou-se nos últimos dias.

José Carlos Saldanha teve uma luta árdua para alcançar um acordo entre a tutela e o laboratório farmacêutico que fabrica o medicamento inovador para a hepatite C.  Ficou à espera desse tal medicamento que atingia uma percentagem de cura superior a 90%.

(em atualização)

Impala Instagram


RELACIONADOS