Moçambique/Ataques: Nyusi e Magufuli querem reforçar coordenação no combate a “inimigo comum”

Moçambique e Tanzânia querem reforçar a coordenação no combate aos grupos armados na província de Cabo Delgado, refere um comunicado da Presidência moçambicana hoje divulgado.

Moçambique/Ataques: Nyusi e Magufuli querem reforçar coordenação no combate a

Moçambique/Ataques: Nyusi e Magufuli querem reforçar coordenação no combate a “inimigo comum”

Moçambique e Tanzânia querem reforçar a coordenação no combate aos grupos armados na província de Cabo Delgado, refere um comunicado da Presidência moçambicana hoje divulgado.

“As duas partes concordaram em reforçar a sua coordenação no combate contra este inimigo comum”, após uma conversa telefónica entre o chefe de Estado moçambicano, Filipe Nyusi, e o seu homólogo da Tanzânia, John Magufuli, segundo a nota.

Cabo Delgado, uma das duas províncias moçambicanas que fazem fronteira com a Tanzânia, está sob ataque desde outubro de 2017 por insurgentes, classificados desde o início do ano pelas autoridades moçambicanas e internacionais como ameaça terrorista.

Em dois anos e meio de conflito em Cabo Delgado, onde avança o maior investimento privado de África para exploração de gás natural, estima-se que já tenham morrido, pelo menos, 600 pessoas e que mais de 200 mil já tenham sido afetadas, sendo obrigadas a procurar refúgio em lugares seguros.

O comunicado da Presidência moçambicana não avançou detalhes sobre o reforço da cooperação entre os dois Estados, limitando-se a referir que foi um dos temas que “mereceu muita atenção” durante a conversa entre os dois Presidentes.

Magufuli é atualmente o presidente em exercício da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC).

Em 19 de maio, a ‘troika’ do órgão de Política, Defesa e Segurança da SADC esteve reunida em Harare, capital do Zimbabué, e comprometeu-se a apoiar o Governo de Moçambique na luta contra os grupos armados em Cabo Delgado, sem, no entanto, avançar mais detalhes.

Além da insegurança em Cabo Delgado, Nyusi e Magufuli falaram “largamente sobre o combate à covid-19, tendo partilhado experiências, e o Presidente tanzaniano saudou o chefe de Estado moçambicano pela passagem do 45.º aniversário da independência em Moçambique, referiu ainda o documento.

EYAC // LFS

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS