Ministra da Saúde classifica reuniões com ordens profissionais como “colaboração importante”

A ministra da Saúde considerou as reuniões de hoje com as ordens do setor como o “início de uma colaboração importante” em áreas como o acesso aos cuidados de saúde e gestão estratégica dos profissionais.

Ministra da Saúde classifica reuniões com ordens profissionais como

Ministra da Saúde classifica reuniões com ordens profissionais como “colaboração importante”

A ministra da Saúde considerou as reuniões de hoje com as ordens do setor como o “início de uma colaboração importante” em áreas como o acesso aos cuidados de saúde e gestão estratégica dos profissionais.

“Este primeiro conjunto de reuniões marca, neste novo ciclo político, o início de uma colaboração importante, de reuniões periódicas e trabalho colaborativo em torno de projetos concretos”, afirmou Marta Temido, após ter-se reunido com as ordens dos Médicos, dos Médicos Dentistas, dos Farmacêuticos, dos Enfermeiros, dos Psicólogos, dos Nutricionistas e dos Fisioterapeutas.

Citada em comunicado, a governante salientou que esta colaboração com as ordens profissionais terá um “enfoque no acesso à prestação de cuidados de saúde e na gestão dos serviços de saúde alinhados com os instrumentos de planeamento existentes, nomeadamente Plano de Recuperação e Resiliência e Plano Nacional de Saúde, assim como uma gestão estratégica dos profissionais de saúde”.

A equipa ministerial da Saúde começou esta semana a receber as ordens, sindicatos e associações do setor, encontros que há muito eram esperados pelos parceiros.

Segundo o Ministério, as reuniões que decorreram hoje marcaram o “arranque de uma ronda de auscultações com os vários parceiros da saúde” e permitiram uma primeira abordagem das prioridades políticas constantes do Programa do Governo, aprovado na última semana, e das “preocupações, prioridades e propostas” das profissões reguladas pelas diversas ordens.

“O Ministério da Saúde assume o objetivo de promover a motivação e satisfação dos profissionais de saúde, com oportunidades de desenvolvimento profissional e de competências em ambientes de trabalho saudáveis e seguros e que ativamente envolvam os profissionais no desenho e implementação de respostas inovadoras e de qualidade”, adiantou ainda o comunicado.

Após o encontro de hoje, o bastonário da Ordem dos Médicos, Miguel Guimarães, considerou positiva a reunião com a ministra da tutela, afirmando que o “diálogo é fundamental” no sentido de encontrar soluções para os problemas que existem no setor.

A bastonária dos enfermeiros, Ana Rita Cavaco, saudou a “mudança de postura” de Marta Temido relativamente à comunicação com as ordens profissionais e pelo facto de as ouvir separadamente, porque os problemas e as matérias a negociar são diferentes.

PC (HN) // JMR

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS