Menina com perna amputada supera expectativas e torna-se bailarina [vídeo]

Tessa Puma, menina de 8 anos, perdeu uma perna na sequência de uma doença grave, mas não desistiu do seu sonho e tornou-se bailarina.

Menina com perna amputada supera expectativas e torna-se bailarina [vídeo]

Tessa Puma, menina de 8 anos, perdeu uma perna na sequência de uma doença grave, mas não desistiu do seu sonho e tornou-se bailarina.

Há pouco mais de dois anos, em março de 2017, uma família do Ohio, nos Estados Unidos da América, passou pelo pior pesadelo. Tessa Puma, menina de 8 anos, adoeceu. Embora os sintomas fossem semelhantes aos de uma simples gripe, com o agravamento do quadro os pais levaram a criança de, então com seis anos, às urgências e ficaram a saber que ela tinha contraído uma infeção grave provocada pela bactéria estreptococo. A doença faz com que as bactérias se alimentem da própria carne do doente, invadindo todo o corpo. «Em apenas 15 horas, a infeção estendeu-se por todo o lado esquerdo do seu corpo», lembra Matt Puma, pai da menor.

Sobrevivência da menina era de apenas 20 porcento

Os médicos conseguiram salvar a vida da criança, cujas possibilidades de sobrevivência eram de apenas 20 por cento, mas tiveram que lhe amputar a perna esquerda. «Os médicos deram-lhe apenas umas horas de vida e foi o momento mais difícil das nossas vidas. Estar aqui e com esta força é um milagre», sublinhou o pai. A família acreditava que o sonho de ser bailarina estava hipotecado com a tragédia, mas a menina mostrou ser capaz de superar todas as dificuldades. Antes da tragedia, a menina já era tida como uma das promessas da dança no EUA.

Tessa teve de receber enxertos de pele em mais de 40 porcento do seu corpo

Para além da amputação, Tessa Puma teve de receber enxertos de pele em mais de 40 porcento do seu corpo ficou com cicatrizes profundas. Apesar de ter passado por um processo de recuperação doloroso, a menina sempre disse que iria voltar a dançar. E fê-lo. Adaptou-se à prótese e voltou para a companhia de dança que integrava desde os 5 anos e onde mostrava ser um prodígio. Esta semana foi admitida numa das melhores escolas de dança dos EUA e as imagens da menina a dançar tornaram-se virais.

LEIA MAIS

Previsão do tempo para terça-feira, 30 de abril

Modelo está desaparecida após cair em alto mar durante tempestade

Mãe de modelo que morreu na passerelle sai em defesa da marca pela qual filho desfilava

Impala Instagram


RELACIONADOS