Menina de 9 anos encontrada morta pendurada em árvore

Raíssa Eloá Capareli Dadona participava numa festa na escola com a família. Rapaz de 12 anos confessou ter matado a menina, mas depois negou.

Menina de 9 anos encontrada morta pendurada em árvore

Raíssa Eloá Capareli Dadona participava numa festa na escola com a família. Rapaz de 12 anos confessou ter matado a menina, mas depois negou.

Uma menina de 9 anos desapareceu de uma festa no Centro de Educação Unificada na Zona Norte de São Paulo e foi encontrada morta no domingo 29 de setembro. Ela estava amarrada pelo pescoço numa árvore, de acordo com a Imprensa local. Até ao momento, segundo a Polícia, o principal suspeito é um rapaz de 12 anos. Terá contado a pelos menos três versões sobre a morte de Raíssa Eloá Capareli Dadona. Disse ter matado a vítima, mas, depois, voltou atrás. Numa nova versão, afirmou ter sido obrigado por um homem a ir até ao Parque Anhanguera, onde o corpo da criança foi encontrado. Estudavam ambos na mesma escola.

LEIA DEPOIS
PSP fecha creche ilegal na Amadora

Rapaz que surge nas imagens pode mesmo ter matado a menina

A mãe de Raíssa, Rosevânia Capareli Rodrigues, relatou à Polícia que deixou a filha na fila de uma diversão de rua e que foi comprar pipocas para o filho mais novo. Ao voltar, a menina já não se encontrava no local onde a mãe a deixara. Rosevânia comunicou de imediato o desaparecimento à direção da escola. Junto ao corpo, a Polícia encontrou um par de chinelos e um bocado de lona vermelha. Imagens de segurança mostram o momento em que Raíssa aparece a caminhar de mãos dadas com outra criança. A Investigação acredita tratar-se do rapaz que confessou ter matado a estudante. A Polícia pediu a detenção do menor.

LEIA MAIS
Previsão do tempo para esta quarta-feira, 2 de outubro
Morreu jovem que deu voz às vítimas de crimes de ódio

Impala Instagram


RELACIONADOS