Médicos começam hoje a desligar as máquinas a Vincent, homem em estado vegetativo há 11 anos

O caso de Vincent Lambert terá agora, finalmente, um fim. Segundo o The Guardian, os médicos estão a começar a desligar as máquinas de suporte de vida ao homem tetraplégico e em estado vegetativo há 11 anos.

Médicos começam hoje a desligar as máquinas a Vincent, homem em estado vegetativo há 11 anos

Médicos começam hoje a desligar as máquinas a Vincent, homem em estado vegetativo há 11 anos

O caso de Vincent Lambert terá agora, finalmente, um fim. Segundo o The Guardian, os médicos estão a começar a desligar as máquinas de suporte de vida ao homem tetraplégico e em estado vegetativo há 11 anos.

O caso de Vincent Lambert terá agora, finalmente, um fim. Segundo o The Guardian, os médicos estão a começar a desligar as máquinas de suporte de vida ao homem tetraplégico e em estado vegetativo há 11 anos. O médico responsável pelo caso do francês informou, esta terça-feira, a família sobre a intenção de parar os tratamentos para dar seguimento à decisão imposta pelos tribunais de França.

Na passada sexta-feira, o Tribunal de Cassação decidiu que os médicos podiam parar de alimentar Vicent, colocando um ponto final na discussão de 11 anos entre a esposa do doente e os pais do mesmo. Através de e-mail, os profissionais de saúde pedem aos familiares que, nesta última fase, assegurem que «apoio ao senhor Lambert seja o mais pacífico, íntimo e pessoal possível».

Em maio passado, os tratamentos foram mesmo parados. No entanto, o Tribunal de Recurso de Paris ordenou o seu recomeço de forma a manter Vincent Lambert vivo, até que a ONU tomasse posição sobre a questão a pedido dos pais do doente.

Vicent ficou tetraplégico após acidente rodoviário

Vicente Lambert, enfermeiro de psiquiatria, ficou tetraplégico em 2008 depois de sofrer um acidente rodoviário. Desde a data, tornou-se um símbolo no debate sobre a eutanásia no país, bem como o centro de uma longa luta jurídica entre a sua mulher – que concordou que as máquinas fossem desligadas – e os seus pais – que defendiam a manutenção dos tratamentos.

No ano de 2011, os médicos que seguiam o caso descartaram a possibilidade de qualquer melhoria no estado de Vincent e, três anos depois, o seu estado foi classificado como vegetativo.

LEIA MAIS

Menina de 2 anos comida viva por crocodilos enquanto mãe cuidava do irmão recém-nascido

Previsão do tempo para quarta-feira, 3 de julho

 

 

Impala Instagram


RELACIONADOS