Médicos tiram mais de 40 larvas de cabeça de criança

A mãe da criança encontrou buracos na cabeça da filha, depois da menina reclamar com fortes dores.

Médicos tiram mais de 40 larvas de cabeça de criança

Médicos tiram mais de 40 larvas de cabeça de criança

A mãe da criança encontrou buracos na cabeça da filha, depois da menina reclamar com fortes dores.

Uma criança de sete anos foi submetida a uma cirurgia par retirar larvas que infestavam a sua cabeça. Caso aconteceu em Praia Grande, litoral de São Paulo, no Brasil. A menina passou um dia em atendimento médico no local antes de ser transferida para outra unidade hospitalar, o Hospital Irmã Dulce.

LEIA DEPOIS
Previsão do tempo para quarta-feira, 16 de outubro

«Nas primeiras 24 horas tiraram mais de 40 larvas.  Mas ela precisava de ser transferida para um atendimento especializado, porque já havia larvas mais profundas que continuavam a comer-lhe a cabeça. Corri atrás do objetivo e divulguei o caso nas redes sociais para que ela fosse transferida para o Hospital Irmã Dulce», afirmou ao G1 Fabiano Miranda, médico veterinário que acompanha o caso desde o início.

«A criança chorava demais porque o bicho se alimenta de carne e estava a comer a cabeça dela»

O médico veterinário foi chamado pela equipa de enfermeiros da Unidade onde a menina estava inicialmente internada devido ao facto da larva ser encontrada mais regularmente em animais. As larvas evoluem de ovos de moscas depositados em feridas na pele humana ou animal e causam uma infecção.

«Quando se trata de mosca, na cabeça de criança, normalmente dá-se por ferimento causado por piolho. Mas a mãe relatou que a criança não tinha nenhum piolho, então é possível que tenha batido com a cabeça de alguma forma, causando o ferimento. Como a menina tem um cabelo mais cheio, dificultou que a mãe visse o ferimento», referiu o médico que sublinhou que este tipo de ocorrências são mais frequentes em ambientes rurais.

Segundo Fabiano Miranda,  a mãe da criança encontrou os buracos depois da filha reclamar de fortes dores de cabeça. «Não foi negligência da mãe, em momento algum. Depois de notar o ferimento, ela levou a menina rapidamente ao hospital. A primeira vez que vi fiquei desesperado… A criança chorava demais porque o bicho se alimenta de carne e estava a comer a cabeça dela», relatou. O médico veterinário tem visitado a menina com regularidade e assegura que o seu estado de saúde melhora de dia para dia.

LEIA MAIS

Menina com alzheimer infantil supera piores prognósticos [fotos]

Companheiro de ama condenado por abusar de crianças

 

 

Impala Instagram


RELACIONADOS