Médica suspensa por atendimento negligente nas urgências [vídeo]

Uma médica foi suspensa por atendimento negligente e grosseiro no serviço de urgências a um atleta de basquetebol que sofria um ataque de ansiedade.

Uma médica foi esta semana suspensa por atendimento negligente e grosseiro num serviço de urgências a um atleta de basquetebol que sofria um ataque de ansiedade.

A forma grosseira como a clínica de serviço menosprezou o paciente foi filmada por telemóvel e o vídeo constitui prova de atendimento negligente.

Samuel Bardwell, de 20 anos, recém-matriculado no West Valley College, em Saratoga, Estados Unidos da América, foi levado de emergência depois de sofrer um ataque grave de ansiedade, tendo mesmo perdido os sentidos.

LEIA MAIS: Dono de oficina dispara, fere e prende assaltante até a polícia chegar [vídeo]

Samuel queixou-se de ter estado «três horas à espera» antes de ser chamado pela médica de serviço, a dr.ª Keegstra. Enquanto se encontrava deitado na maca, por alegadamente não conseguir levantar-se, foi-lhe ordenado que sentasse.

«Sente-se, sente-se, sente-se! Vou obrigá-lo a sentar-se», ordenava a médica a Keegstra, puxando-lhe os braços e tratando-o de forma indigna e desrespeitosa.

O paciente, de 1,80 m, garantiu repetidamente que não conseguia levantar-se, mas a médica manteve a postura considerada «inadequada, ríspida e, acima de tudo, negligente».

«Lamento muito, senhor. Você era o menos doente de todas as pessoas que estão aqui, que estão a morrer», vociferou Keegstra. Nesse instante, incrédulo, Samuel levantou a cabeça para visar a doutora.

Num dos momentos, a doutora chega a ser injuriosa para com o paciente. «Vocé é uma m****!»

«Ah! Então você levantou a cabeça. Agora não tente dizer-me que não pode se mexer! Vamos, sente-se» – aproveitou a médica. «Não estou a conseguir respirar», respondeu aflito Samuel.

O tom irónico de Keegstra manteve-se. «Uau! Ele deve estar morto. Você está morto, não está? Não percebo, você está a respirar muito bem.»

À medida que a tensão no serviço de urgências aumentava, Keegstra acusou Samuel de mudar a versão da história. E perdeu as estribeiras de vez. «Você é uma merda!»

Dan Wood, o diretor executivo do El Camino Hospital, divulgou entretanto uma declaração a dizer que Keegstra, médica há 31 anos, foi suspensa de todas as atividades médicas.

LEIA MAIS: Casal filmado a fazer sexo no avião a caminho das férias no México

«O comportamento da médica não é profissional e não é o padrão que exigimos de todos os que prestam cuidados nas nossas instalações hospitalares», informou.

«Expressamos as nossas mais sinceras desculpas e estamos a trabalhar diretamente com o paciente sobre este assunto», esclareceu Wood. «Por favor, saibam que levamos este assunto muito a sério e a médica envolvida foi suspensa de funções e fica a aguardar uma investigação mais aprofundada.»

Veja o vídeo do inacreditável atendimento negligente da médica suspensa

LEIA MAIS: Homem atira gasolina e ateia fogo a porteiro de condomínio [vídeo+18]

Siga a Impala no Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS

Médica suspensa por atendimento negligente nas urgências [vídeo]

Uma médica foi suspensa por atendimento negligente e grosseiro no serviço de urgências a um atleta de basquetebol que sofria um ataque de ansiedade.