McDonalds vai deixar de ter empregados de balcão

McDonalds vai deixar de ter empregados de balcão

A famosa e internacional cadeia de fast food avança com medidas de redução de custos sem perder a qualidade nos seus pratos.

Se prefere realizar os seus pagamentos no McDonalds pessoalmente, a partir de um empregado de balcão, isso vai acabar. A famosa cadeia de fast food vai trocar todos esses funcionários pelos ecrãs self-service em todas as lojas nos Estados Unidos. Esses visores automáticos já são utilizados por clientes em todo o mundo.

LEIA MAIS: «Já comi 30 mil Big Macs e vou para os 40 mil» diz homem que afirma ser saudável

A multinacional considera em tomar esta medida pois aumentou o salário mínimo no país e vê na tecnologia uma forma de reduzir custos. Estima-se que esta inversão de funções ficará concluída daqui a dois anos, em 2020. A imprensa norte-americana conclui que a McDonalds tem feito estas transformações no seu staff e a qualidade do produto não diminuiu.

Desumanização do trabalho no McDonalds pretende ir mais longe

A desumanização do trabalho no McDonalds pretende ir mais longe, ao introduzir um robô capaz de confecionar hambúrgueres e até criar restaurantes virtuais, precisando apenas da mão humana para entregar os pedidos no domicílio. Algo que tem chegado gradualmente ao nosso país, com a Uber Eats.

LEIA MAIS: Previsão do tempo para sábado, 22 de dezembro de 2018

Por enquanto esta mudança vai acontecer nos Estados Unidos da América, a ‘casa’ da McDonalds. Ainda não se sabe se esta mudança irá acontecer no continente europeu ou até em todo o mundo. Caso se suceder, antevê-se uma série de despedimentos na cadeia de restaurantes. No caso norte-americano, perto de metade dos trabalhadores entre os 16 e os 24 anos aufere vencimento mínimo.

LEIA MAIS: Funcionários do McDonald’s trocam socos e clientes gravam conflito [vídeo]

Siga a Impala no Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS