Matou a sobrinha de 10 anos porque o marido se apaixonou pela menor

Sheila foi torturada e estrangulada pelo casal, que manteve o corpo escondido em casa.

Uma matou a sobrinha de apenas dez anos porque o marido se apaixonou pela menor. Sheila foi torturada e estrangulada pelo casal até à morte. Depois, mantiveram o corpo da criança escondido em casa. O crime teve lugar na Argentina e deixou a população da pequena localidade de Trujui em choque.

LEIA MAIS: Funcionária de creche viola crianças de dois e três anos

Sheila Alejandra Ayala desapareceu no passado domingo, dia 21 de outubro. Os moradores encetaram uma busca pela menor. A tia, autora confessa do crime, juntou-se aos vizinhos simulando preocupação para não levantar suspeitas. Sheila tinha sido vista pela última vez quando saiu de casa para jogar à bola. A tia, Leonela Ayala, de 25 anos, garantiu ter visto um carro suspeito a rondar a zona.

‘Encurralada’, acabou por confessar que matou a sobrinha

Contudo, depois de a tese de rapto ter sido desmontada, a Polícia descobriu que a familiar escondia a verdade. Leonela acabaria por confessar ter matado a menina, depois de o marido, de 24 anos, ter confessado «sentimentos» em relação à menor. «Estou a apaixonar-me por ela», terá afirmado Fabián Ezequiel González. O corpo da criança apareceu quatro dias depois do alegado rapto. Nesse período, a tia encabeçou campanhas de busca, com pedidos desesperados de ajuda. A autópsia viria a revelar que Sheila tinha o estômago vazio quando morreu, tendo ficado mais de 48 horas sem ser alimentada. «Morreu três dias depois do desaparecimento. Foi sufocada e estrangulada», afirmou à comunicação social o médico legista.

LEIA MAIS: Jovem de 20 anos detido em Évora por abusar sexualmente de menino de quatro

Leonela Ayala e Fabián Ezequiel González esconderam o corpo da menina debaixo de um colchão velho da casa. As autoridades policiais fizeram uma busca na casa do casal, tendo-o detido de imediato. O casal confessou o crime, mas afirmou não recordar qualquer pormenor. «Estávamos drogados e alcoolizados», justificaram.

LEIA MAIS: Espancou mulher e população fez justiça com as próprias mãos [vídeo]

Siga a Impala no Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS